Pesquisa Rápida

Médio Tejo: Alunos de Tomar vencem concurso de ideias com o projeto “Diabetic Watch”

2016-04-07
alunos
alunos

O projeto “Diabetic Watch” uma ideia de João Paulo Laranjeira e João Maia, alunos da Escola Secundária de Santa Maria do Olival, de Tomar, venceu o concurso “High School Innovation Summit 2016”, uma ideia que assenta no objetivo de auxiliar os doentes a controlar os seus níveis de insulina e batimentos cardíacos.

Cerca de três centenas de Jovens de escolas secundárias e profissionais da Região do Médio Tejo estiveram na quarta-feira no TAGUSVALLEY, Parque de Ciência e Tecnologia, em Abrantes, num dia dedicado à inovação e ao empreendedorismo digital, e que contou com workshops, seminários e a apresentação dos 10 projetos finalistas selecionados.

João Paulo Laranjeira, co-autor do projeto vencedor, disse aos jornalistas que a ideia consiste num “relógio para diabéticos, onde eles vão poder ver os seus níveis glicémicos, através de uma picada no dedo. O relógio indica a dosagem indicada de insulina e incluí ainda um sistema de alarme caso a pessoa entre em arritmia ou em insuficiência cardíaca. Temos conhecidos diabéticos e bem sabemos o fardo que é que é ter de andar com todo o material que controla a doença”, destacou.

PROJETOS PREMIADOS

1º prémio - João Laranjeira e João Maia, da Escola Secundária de Santa Maria do Olival, Tomar.

2º prémio -  Afonso Nunes, da Escola Secundária Manuel Fernandes, Abrantes.

3º prémio - Miguel Oliveira,  da Escola Profissional de Torres Novas.

Menção Honrosa/Melhor Apresentação – Eduarda Rafael Arrais, Soraia Alexandra Beirão e Diana Sofia Raimundo – Smart Kitchen - Escola Secundária Solano de Abreu, de Abrantes.

Menção Honrosa/Interação e Espírito de Equipa – Francisco da Costa Neto Tavares Gomes e João Pedro Barbas Gaio e Silva – Square – das Escolas Secundárias Solano de Abreu e Escola Secundária Manuel Fernandes, respetivamente, ambas de Abrantes.

Menção Honrosa/Melhor Imagem de Marca – Ricardo Frederico Cambé Ribeiro – Lunch One Touch - Escola Profissional e Tecnológica de Torres Novas.

A presidente da CIM do Médio Tejo, Maria do Céu Albuquerque, procedeu à abertura dos trabalhos do 2016 High School Innovation Summit, evento que decorreu no Tecnopolo do Vale do Tejo, em Abrantes, ao longo de todo o dia.

Durante a intervenção, a presidente incentivou os jovens a demonstrarem um espírito empreendedor e defendeu a importância da fixação da população mais jovem para o desenvolvimento económico da região.

“Este concurso é um incentivo para os jovens serem diferentes e inovadores, mas também é um desafio para a fixação de jovens no território do Médio Tejo se optarem por seguir o percurso académico através dos cursos oferecidos pelas escolas do ensino superior”, destacou.

O evento, que reuniu mais de 300 jovens, distinguiu dez projetos tecnológicos da autoria de jovens empreendedores, em momento que serviu também para a apresentação oficial do projeto “Abrantes Cidade Inteligente Cidade Feliz”, iniciativa que contou com a presença da Ministra da Presidência e da Modernização Administrativa, Maria Manuel Leitão Marques.

Aos três primeiros classificados foi atribuído um computador portátil, um tablet e um smartwatch mas, segundo Jorge Delgado, presidente da Comissão Executiva da Compta, “os grandes galardões são as bolsas para ciclos de estudo no Instituto Politécnico de Tomar e os estágios de verão nas empresas associadas”.

Oportunidades a que a Compta soma ainda a possibilidade real de aplicação prática das ideias de negócio, através da plataforma de inovação Lusídeias, instalada no Tecnopolo de Abrantes, e especializada na conversão de ideias tecnológicas em soluções reais.

O responsável da COMPTA disse ainda que a iniciativa é “aglutinadora de esforços multidisciplinares”, tendo destacado que a mesma visa o desenvolvimento e promoção da Região do Médio Tejo, de forma a aproximar a comunidade académica de nível secundário e superior e o mercado empresarial”.

O maior evento do ano exclusivamente dedicado aos estudantes do ensino secundário pretendeu premiar as ideias dos alunos transformando-as em negócios reais e demonstrar aos alunos do 12º ano que não precisam de sair da sua Região para ter futuro porque aqui há capacidades empreendedoras (empresas e ensino superior).

O 2016 High School Innovation Summit é um evento que surge da parceria entre a Escola Superior de Tecnologia de Abrantes e o Grupo Compta e um dos seus parceiros, o Grupo IBM, que conta ainda com o apoio da Câmara de Abrantes, da Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo e do TAGUSVALLEY.

Os dez projetos selecionados para a final da uma competição que registou a participação de mais de 300 Jovens da Região do Médio Tejo:

Smart Kitchen: A aplicação desenvolvida por Eduarda Arrais, Alexandra Beirão e Diana Raimundo, alunas da Escola Profissional de Desenvolvimento Rural de Abrantes, permite através da introdução dos ingredientes que tem em casa, gerar sugestões de receitas simples de confecionar, além de funcionar como uma lista de compras, acessível em qualquer dispositivo. A mesma apresentou ainda a competição um segundo projeto, o TpcsHack, uma rede social que agrupa os membros em grupos específicos de interesse, com perfis simples e sem jogos.

Square: Reúne elementos de duas escolas de Abrantes - Francisco Gomes, da Escola Secundária Solano de Abreu, e João Silva, da Escola Secundária Manuel Fernandes - numa proposta que pretende criar uma plataforma que adapta o modelo da aplicação Spotify a conteúdos noticiosos.

Talents 2 Top: A ideia de Afonso Nunes, da Escola Secundária Manuel Fernandes, de Abrantes, é criar uma rede social que permite a partilha de vídeos de curta duração (30 seg.) sobre qualquer talento, permitindo aos autores obter feedback de outros artistas amadores ou mentores.

Gestão Central de Estores: Permitirá gerir, remotamente, os estores de uma habitação com recurso a uma app. A projeto é de Bruno Lemos, da Escola Profissional Tecnológica de Torres Novas.

Diabetic Watch: É uma ideia de João Laranjeira e João Maia, alunos da Escola Secundária de Santa Maria do Olival, de Tomar. O objetivo é auxiliar os doentes a controlar os seus níveis de insulina e batimentos cardíacos.

Time to Sleep: Ana Ramalho, da Escola Profissional e Tecnológica de Torres Novas, criou uma app para telemóvel que permite aos turistas numa determinada região aceder a todos os tenham acesso a todos os hotéis dessa região (ou zona), com a respetiva disponibilidade e preços.

Garbage online: Miguel Oliveira, também da Escola Profissional de Torres Novas, é o mentor de uma aplicação online que localizar os contentores de lixo ou reciclagem mais próximos.

NetMarket: É uma aplicação para android/ios e web que permite ao utilizador selecionar um supermercado, por região ou cidade, e realizar a sua encomenda online. A ideia é de Rui Neves e Ruben Martins, da Escola Secundária Solano de Abreu, de Abrantes.

Lunch OneTouch: Ricardo Ribeiro, aluno da Escola Profissional e Tecnológica de Torres Novas, criou uma app para smartphones com foco na alimentação, que possibilita a interação entre utilizadores, a partilhas de ideias, comentários e sugestões gastronómicas e a classificação num ranking por categorias.

MRF

 

Crédito: Fernando Baio/CM ABT

2016-04-07
Sexta, dia 22 de Setembro de 2017
Ver Bild Corp - Web + Vídeo
PUB
Temperatura
14.1 °C
Humidade
90 %
Pluviosidade
0.0 mm
Pôr do Sol
19:29
Vento
3.7 km/h
MeteoAbrantes
Autárquicas 2017
Antena Livre no Facebook