ESPECIAL COVID-19

Notícias

Pastelaria Tágide: A rainha das Tigeladas e da Palha de Abrantes

2012-06-08
Desde há muito tempo que a Pastelaria Tágide faz sucesso na região e no país. Muitas são as pessoas que procuram este templo dos doces que é conhecido pelos métodos tradicionais que ainda utiliza. Nasceu no ano de 1981, a 17 de janeiro, nas antigas padarias rossienses. Em 1988 mudou de espaço e ganhou uma nova dinâmica, mais própria e mais exclusiva. Hoje está sediada no centro da freguesia do Rossio ao Sul do Tejo. Tudo o que é confecionado na Pastelaria Tágide é feito de forma tradicional. Fernando Correia, um dos responsáveis pelo espaço, explica: “Utilizamos ovo de casca, não utilizamos os chamados mix. Ou seja, muitas vezes, ao provarmos um pastel de nata ou outro bolo com recheio, tudo nos parece idêntico em termos de sabor, porque de facto o recheio é igual. Na Tágide, isto não acontece, cada bolo tem a sua própria confeção e maneira de fazer. Tudo é elaborado de raiz, há uma transformação constante, utiliza-se a farinha, o açúcar, o sal, amassa-se a massa, junta-se a manteiga, faz-se o folhado. Enfim, há um trabalho acrescido, mas o sabor no fim, é inconfundível”. A Pastelaria Tágide é sobretudo conhecida pela palha de Abrantes, pelas tigeladas, pelos molatos, pelas castanhas doces, pelas broas de mel e de nozes e pelas limas. Doces tradicionais e conventuais que já foram destacados com os mais variados prémios nacionais e regionais. Fernando Correia admite que há uma forte concorrência na região, mas a estratégia da Tágide não passa pela competição. “Não podemos competir pois fazemos um produto tradicional que aumenta o valor do nosso produto. Assim apostamos na qualidade e temos feito sucesso. Temos um acordo com o Turismo de Portugal e com o Inatel o que nos permite receber uma série de visitantes na pastelaria. Realizamos imensos workshops, onde explicamos o processo dos doces e confecionamos ao vivo para quem nos visita.” A Tágide é a única pastelaria que representa o concelho de Abrantes nas feiras de doçaria que acontecem pelo país. Já quanto aos clientes, estes aparecem de várias regiões à procura sobretudo das especialidades da casa: as tigelas e a palha de Abrantes. Já alcançados e expostos nas paredes da pastelaria estão alguns prémios e distinções alcançadas. “Temos os primeiros prémios em todas as categorias: tigeladas, palha de Abrantes, castanhadas doces, etc. Recebemos o 1º lugar de doçaria conventual que foi conseguido na FIL em Lisboa, onde a Pastelaria Tágide representou da melhor forma a região.” Como objetivo futuro, Fernando Correia gostava de construir uma loja gourmet dedicada à doçaria, “fazer outros doces, que não são ainda confecionados na região e certamente que seriam um atração”. Joana Margarida Carvalho
Carpego
PUB

Jornal de Abrantes

Jornal de Abrantes - abril 2021
PUB
Mercar