ESPECIAL COVID-19

Abrantes: Concelho praticamente coberto por Zonas de Intervenção Florestal

2017-06-27

A presidente da Câmara Municipal de Abrantes informou esta manhã, em reunião do Executivo, que o ICNF – Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, deu conta que, “por deliberação do conselho diretivo do ICNF”, foram criadas as Zonas de Intervenção Florestal (ZIF) do Rio Torto e da Charneca de Abrantes.

A Associação de Agricultores dos Concelhos de Abrantes, Constância, Sardoal e Mação é oficialmente a Entidade Gestora das duas ZIF´s a sul do Tejo.

Maria do Céu Albuquerque congratulou-se “com este facto e também com o aumento da ZIF de Aldeia do Mato. Ficamos praticamente com todo o Concelho coberto por estas Zonas de Intervenção Florestal”.

Agora, “o que peço, em nome de todos, é que aqueles que têm imóveis abandonados nestas zonas agora cobertas por estas estas Zonas de Intervenção Florestal, que possam ceder os seus espaços, que possam também contribuir para preservarmos a nossa qualidade de vida e para evitar flagelos tão grandes como aqueles que, há uma semana, assolaram o nosso país”, complementou a autarca.

A ZIF da Charneca de Abrantes abrange 21.784 hectares, englobando vários prédios rústicos das freguesias de Ortiga, Pego, União de Freguesias de Alvega e Concavada e União de Freguesias de São Facundo e Vale das Mós, dos municípios de Abrantes e Mação.

Já a ZIF do Rio Torto, abrange uma área de 21.731 hectares, englobando vários prédios rústicos das freguesias de Bemposta, Tramagal e União de Freguesias de S. Miguel do Rio Torto e Rossio ao Sul do Tejo.

“A entrega a estas Zonas de Intervenção Florestal de terrenos que tenhamos abandonados, é fundamental para que haja uma reflorestação, um ordenamento da floresta, criando as melhores condições para evitar os incêndios, mas também para facilitar o seu combate”, concluiu Maria do Céu Albuquerque.

2017-06-27