Antena Livre
Deseja receber notificações?
CIMT
PUB

Prevenção Florestal: GNR alerta para limpeza de terrenos e reforça sensibilização à população

19/04/2024 às 16:20

A GNR continua a realizar, diariamente, ações de sensibilização junto da população dialogando com esta, esclarecendo, elucidando e alertando para a necessária mudança de comportamentos e de consciências no que diz respeito à prevenção de incêndios e à limpeza de terrenos.

De acordo com os dados avançados pela guarda entre 2019 e 2023 foram realizadas 35 097 ações de sensibilização, alcançando assim 428 389 pessoas.

A GNR aponta a análise do ano de 2023 que espelhou aquele que foi o valor mais reduzido em número de incêndios (menos 46% de incêndios rurais) e o 3.º valor mais reduzido de área ardida (menos 72% de área ardida). No que tange a vítimas diretamente relacionadas com os incêndios, “podemos afirmar que 2023 foi também um ano ímpar, com zero vítimas mortais, espelhando um dos objetivos últimos do Sistema, que é a salvaguarda e proteção das vidas humanas. A tendência de redução de vítimas deste 2017 prova a maior consciencialização dos portugueses sobre esta temática dos incêndios.”

A GNR dá conta dos números de sinalizações por falta de limpeza de terrenos por distrito. O distrito de Santarém apresentou 7.969 sinalizações em 2019, descendo para 1.559 em 2020 e 658 em 2021. Em 2022 ainda teve uma ligeira descida, para 616, tendo subido em 2023 para 984 e este ano de 2024 o número já vai em 735 registos.

Por exemplo, Castelo Branco teve, em 2019, 1.751 sinalizações e já tem neste ano 703.

De referir ainda quem em 2019 o distrito de Santarém foi o que teve maior número de sinalizações (7.969), tendo o distrito de Leiria ficado na segunda posição com 6.300.

Em 2024 Leiria já leva 2.391 sinalizações para limpeza, seguindo-se Viseu com 1.107, seguindo-se Vila Real (397), Coimbra (744) e só depois Santarém com 735.

Relativamente aos distritos onde se verificam o registo de um maior número de incumprimentos da gestão de combustível dos terrenos florestais, desde o ano de 2019 até 2023, e por ordem decrescente, destacam-se os distritos de Santarém, Castelo Branco, Braga, Coimbra e Aveiro. Por sua vez, os distritos onde existe um menor registo de incumprimentos da gestão de combustível dos terrenos florestais, no mesmo período, há a destacar os distritos de Évora, Bragança, Portalegre, Viana do Castelo e Beja.

Acresce ainda informar que, desde 2019 até ao dia 14 de abril de 2024, foram identificadas 4 831 pessoas e detidos 404 suspeitos, por incêndio florestal.

No mesmo documento enviado às redações a GNR relembra que as queimas e queimadas são das principais causas de incêndios em Portugal e que a sua realização é interdita sempre que se verifique um nível de perigo de incêndio rural «muito elevado» ou «máximo», estando dependente de autorização ou de comunicação prévia noutros períodos.

A data limite para proceder à gestão de combustível, ou seja, à limpeza de terrenos, é 30 de abril de 2024.

Partilhar nas redes sociais:
Partilhar no X
PUB
Capas Jornal de Abrantes
Jornal de Abrantes - junho 2024
Jornal de Abrantes - junho 2024
PUB