ESPECIAL COVID-19

Surto no Pego subiu para 40 infetados (C/ÁUDIO)

2020-10-30

O surto de COVID-19 no Centro Social do Pego subiu ontem para 40 infetados. Este aumento verificou-se porque uma funcionária que tinha testado negativo na segunda-feira começou a ter alguns sintomas tendo repetido o teste e teve resultado positivo. 

Também ontem ficaram a conhecer-se os resultados de quatro testes que na terça-feira tinham sido inconclusivos. Os dois utentes e as duas funcionárias tinham repetido o teste que agora chegou positivo.
Desta forma, ao dia de hoje este surto tem 33 utentes e 7 funcionárias infetadas com o SARS-Cov-2.
Manuel Jorge Valamatos, presidente da Câmara de Abrantes, confirmou ontem que na próxima semana todo o universo do Centro Social do Pego (utentes e funcionários) vai testar novamente.
Neste momento os utentes do lar do Centro Social do Pego estão separados em duas alas, sem qualquer contacto. Desta forma as autoridades tentam conter este surto detetado no último fim de semana.
A instituição tem, atualmente, 65 utentes e 71 funcionários.

Maria dos Anjos Esperança, Saúde Pública do Médio Tejo

Pego: UDIPSS apela ao reforço de ajudantes no Lar
É através da União Distrital das IPSS de Santarém que chega o apelo. Segundo uma publicação desta Associação nas redes sociais, são necessários ajudantes de ação direta para colmatar a falta dos funcionários infetados.
Na publicação pode ler-se que “a nossa associada Centro Social do Pego (Abrantes) está a debater-se com um surto de Covid-19 que, até ao momento, se encontra controlado. Foi possível, fruto de uma eficaz estratégia, isolar os idosos infetados, tendo já sido identificadas todas as pessoas que estiveram em contacto com os infetados, e a ERPI foi, ontem ainda, desinfetada”.
Acrescenta a União Distrital das IPSS de Santarém que “por via de se encontrarem igualmente alguns trabalhadores infetados, esta nossa Instituição necessita de ajudantes de Ação Direta que garantam os cuidados essenciais aos utentes”.
Apelam, portanto, “a quem estiver em situação de desemprego e pretenda trabalhar, que contacte o Centro Social do Pego, na pessoa da sua Diretora Técnica, Dra. Amélia Bento, através do número 241 833 904”.
Afirma-se ainda que “as entidades locais garantem alojamento”.
Por parte da Direção do Centro Social do Pego não foi possível até ao momento qualquer confirmação sobre este assunto mas, segundo fonte da Câmara Municipal de Abrantes, já foram efetuados contactos com o Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP) para a eventualidade de ser necessário o reforço do pessoal.
funcionárias infetadas.

2020-10-30