ESPECIAL COVID-19

VN Barquinha: Estimativas “inflacionadas” geram queixas da Tejo Ambiente (C/ ÁUDIO)

2020-11-12

O concelho de Vila Nova da Barquinha também foi afetado pelos supostos erros de contagem na fatura da água por parte da empresa intermunicipal Tejo Ambiente. “Houve, de facto, algumas situações de leituras que se fizeram por estimativa, que foram inflacionadas”, confirmou o presidente da Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha que afirmou, inclusivamente, “que o cidadão Fernando Manuel dos Santos Freire” foi um dos visados.
Fernando Freire falou acerca da reunião que o Conselho de Administração da Tejo Ambiente realizou no dia 9 de novembro no seu concelho e onde lhe foi comunicado “que iriam ver caso a caso na Barquinha no sentido de colmatar esta situação”.
“Houve extrapolação e estão a tentar acertar neste momento. Como a Barquinha é mais pequena consegue-se fazer o histórico, até porque tínhamos esses dados”, disse o autarca que lembrou ainda que “Vila Nova da Barquinha foi o único concelho que trouxe receita para a Tejo Ambiente” visto que tínhamos um valor positivo de cerca de 70 mil euros”. Fernando Freire lembrou também que “houve redução das tarifas da água, nos consumidores domésticos”, sendo de 5% até 25 m3 e de 10% a partir dos 25 m3.
Fernando Freire considera que “esta situação tende a regularizar pois, essencialmente, tem a ver com leituras e depois com a maneira como foi imputado aos consumidores” essas mesmas leituras. “É que”, como explicou, “não fazendo leituras e juntando tudo, é óbvio que sobem os escalões e as pessoas são altamente penalizadas”.
O presidente da Câmara disse terem “sido surpreendidos por estes erros de leitura ou, provavelmente, erro dos serviços”.
“Disseram-me que iriam regularizar e é isso que espero”, declarou. Acertos de faturação estão em cima da mesa e “há um compromisso de ressarcir as pessoas”.
Na reunião do Conselho de Administração, o presidente do Município barquinhense ficou ainda a saber que “provavelmente na próxima semana, vai abrir o concurso público do lançamento do saneamento em Madeiras e nas Limeiras. Um projeto que rondará o um milhão e poucos mil euros e que foi um motivos para que o Município aderisse a este sistema de aglutinação de sistemas pois estamos a falar de um bem essencial para as pessoas”.

 

Fernando Freire, presidente da Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha

 

2020-11-12