Antena Livre
Deseja receber notificações?
CIMT
PUB

Mação: Chão de Lopes viveu exercício de Proteção Civil - Aldeia Segura, Pessoas Seguras (c/áudio e fotos)

21/03/2023 às 12:33

Foi um exercício. Se fosse a realidade a aldeia não estaria em peso na antiga escola primária. Os mais novos ou capazes andariam perto dos bombeiros, próximos das linhas de fogo a tentar ajudar e a proteger as suas casas e terras.E ali, na antiga escola primária de Chão de Lopes, estariam as pessoas mais velhas ou de mobilidade mais reduzida.

E é precisamente para este ponto que apontam estes exercícios da “Aldeia Segura, Pessoas Seguras”.

O que a população não viu

No terreno estiveram os Bombeiros Voluntários de Mação, da Proteção Civil Municipal, a GNR, o presidente da Junta de Freguesia e o Oficial de Segurança de Chão de Lopes.

O cenário criado indicava que à volta de Chão de Lopes evoluía um incêndio de grandes dimensões e que ameaçava a aldeia, pelo que o comandante dos Bombeiros Voluntários de Mação, Pedro Jana, tinha decidido iniciar os procedimentos de evacuação da aldeia.

Essa informação foi passada ao presidente da Junta de Freguesia de Amêndoa, Luís Lopes, à qual pertence a aldeia de Chão de Lopes.

 

Comandante Pedro Jana comunica situação ao CSR Médio Tejo

No cenário criado Pedro Jana, comandante dos Bombeiros de Mação, explica a decisão tomada e em que moldes

 

Momentos depois chega ao posto de comando o presidente da Junta de Freguesia, Luís Lopes, e o oficial de Segurança de Chão de Lopes, António Alberto, que foi tocar o sino da igreja em sinal de chamar as pessoas para o abrigo. De megafone na mão passou por todas as ruas da aldeia a informar os habitantes da necessidade de evacuar.

Oficial de segurança de Chão de Lopes comunica necessidade de evacução de habitantes

O que os habitantes puderam ver

Posto isto António Alberto, chegou ao posto de comando e informou o comandante da necessidade de transporte para evacuar um casal de mobilidade reduzida e um outro que se recusava deixar a sua casa.

 

Comandante Pedro Jana dá o exercício como terminado

Pedro Jana aciona a GNR e uma ambulância da corporação para ir buscar os dois casais para o abrigo, para a antiga escola primária.

E esse transporte aconteceu já a noite estava instalada em Chão de Lopes.

Assim que terminou esta evacuação o comandante dos Bombeiros, Pedro Jana, deu a acção como terminada em comunicação para o Comando Sub-regional do Médio Tejo da Proteção Civil.

António Alberto, oficial de segurança de Chão de Lopes

“Aldeia Segura, Pessoas Seguras”

Este foi um exercício que todos esperam que não seja necessário aplicar numa realidade que pode acontecer e que não se aplica apenas a incêndios. Pode aplicar-se a sismos ou tempestades com grande índice de destruição.

Antes de começar o exercício o vereador da Câmara Municipal de Mação, António Louro, deu uma pequena explicação sobre o que se iria passar

António Louro, vereador CM Mação

No final do exercício, na antiga escola primaria de Chão de Lopes, Vasco Estrela manifestou o desejo que não se repitam incêndios como aqueles que já assolaram o concelho. O último que chegou perto de Chão de Lopes foi em 2017.

Mas o autarca de Mação fez um pedido claro aos habitantes, mas que em caso de uma qualquer situação de catástrofe possam ouvir e seguir as indicações dos bombeiros, proteção civil ou GNR. Vasco Estrela indicou que podem parecer não ser as melhores indicações, por vezes, mas que as pessoas devem acreditar nas autoridades e seguir as suas indicações.

 

Vasco Estrela, presidente CM Mação

O comandante sub-regional do Médio Tejo ficou surpreendido com a adesão elevada dos habitantes. A ideia era saírem para a escola quando o oficial de segurança fosse dar o alarme, ao tocar o sino da igreja, mas até foram mais cedo para perceber aquilo que lhes tinham para dizer. E este facto deitou David Lobato surpreendido, pela positiva, e satisfeito. É com estas ações que se vão formando as pessoas para poderem agir de forma correta sempre que seja necessário. E o que se espera é o contrário, que nunca seja preciso aplicar na prática estas informações.

 

David Lobato, CSR Médio Tejo

À margem, o comandante sub-regional do Médio Tejo deu conta à Antena Livre que as iniciativas que estão a decorrer nos 11 municípios têm sido muito positivas e que permitem fazer uma espécie de apresentação da nova estrutura do Médio Tejo.

Por outro lado, permitem olear os canais de comunicações entre as diversas entidades que estão no terreno quando acontecem desastres ou ocorrências como os incêndios.

David Lobato indicou que tanto nos simulacros em escolas, como nas exposições de equipamentos de proteção civil, há uma adesão muito satisfatória. E as pessoas, mais jovens ou menos jovens, ficam a conhecer todas as estruturas de proteção civil. E esse é um fator fundamental no desenvolvimento destes procedimentos.

David Lobato, CSR Médio Tejo

Ontem o exercício foi em Chão de Lopes, na próxima segunda-feira será feito um similar na aldeia do Pereiro.

O mês da Proteção Civil continua a ter atividades nos Municípios do Médio Tejo até ao final do mês.

Galeria de Imagens

Partilhar nas redes sociais:
Partilhar no X
PUB
Capas Jornal de Abrantes
Jornal de Abrantes - fevereiro 2024
Jornal de Abrantes - fevereiro 2024
PUB