Município Abrantes
PUB

CHMT: CHMT: "Temos de nos unir, apesar do cansaço" - Médica (C/VÍDEO)

1/02/2021 às 16:27

O Centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT) continua com as campanhas de sensibilização através das suas plataformas digitais. O objetivo é colocar os profissionais de saúde que estão na linha da frente, neste caso na unidade de referência Covid (Unidade Hospitalar de Abrantes) a deixar mensagens destinadas à comunidade.

Desta vez é a médica interna Lídia Caley, que está no terceiro ano de formação na especialidade de Medicina Interna, que, vestida com equipamento de proteção individual e à porta de uma enfermaria Covid relata a dificuldade de desligar do ambiente que vive diariamente no combate ao vírus SARS-Cov-2, na Unidade de Cuidados Intensivos, no CHMT.

"Estamos numa fase de doentes muito novos", diz Lídia Caley ao mesmo tempo que revela que “é cansativo porque nós saímos daqui e não temos como desligar. Temos de nos unir, apesar do cansaço. Nós somos a linha vermelha que não pode ser ultrapassada. Se passarmos esta linha não há mais ninguém que vá dar a mão à população".

O Centro Hospitalar do Médio Tejo tem na unidade de Abrantes a unidade diferenciada para tratamento de doentes com Covid-19.
A 11 de janeiro o Centro Hospitalar do Médio Tejo ativou mais uma enfermaria para aumentar a sua capacidade de receber doentes com Covid-19. Quer isto dizer que esta enfermaria, com 26 camas, faz com que a Unidade de Abrantes passe a ter 130 camas direcionadas para doentes infetados com o SARS-Cov-2. Esta subida no nível de resposta do CHMT à pandemia aumenta também a capacidade da Unidade de Cuidados Intensivos (UCI) de Abrantes em mais cinco camas. Ou seja, a em Medicina Intensiva para doentes Covid-19 passa a ter 16 camas.

 

Partilhar nas redes sociais:
PUB
Capas Jornal de Abrantes
Jornal de Abrantes - agosto 2022
Jornal de Abrantes - agosto 2022
PUB