ESPECIAL COVID-19

13 candidaturas aprovadas na região para as 7 Maravilhas da Cultura Popular

2020-05-09

“Das muitas razões que explicam porque Portugal está hoje na moda, uma das mais marcantes é seguramente a sua base cultural e a importância da sua cultura popular.

Fruto do nosso desenvolvimento social e cultural, e ao contrário de muitos países, que se renderam às maravilhas da globalização, resultando na indiferenciação e quebra de autenticidade, Portugal afirma-se hoje pelos seus valores únicos e pela dimensão da sua multiculturalidade, onde a expressão da sua autenticidade se encontra em cada um de nós, em cada aldeia, vila ou cidade.

É a manutenção e a afirmação inequívoca desta autenticidade, com manifestações em múltiplas categorias culturais, que queremos homenagear com a eleição das 7 Maravilhas da Cultura Popular®”.

É desta forma que a organização do concurso 7 Maravilhas de Portugal® apresenta o projeto que está a decorrer, embora com alguns atrasos devido à pandemia.

A Organização das 7 Maravilhas de Portugal® recebeu 504 candidaturas ao seu concurso de 2020, dedicado à Cultura Popular. Estas candidaturas foram avaliadas pelo Conselho Científico, que acabou por atribuir o selo de Nomeado a 471.

“Acreditamos que Portugal e o Mundo vão ultrapassar esta crise e que no Verão será altura de fazer o país ressurgir, de puxar para cima as nossas características únicas, as nossas inesgotáveis maravilhas, a nossa cultura popular baseada em vivências e saberes únicos, que têm feito de Portugal a nação que todos adoramos e que também os turistas estrangeiros se habituaram a disfrutar. A eleição das 7 Maravilhas da Cultura Popular® é por isso de uma grande oportunidade, e como profundos conhecedores e promotores de todos os patrimónios que constroem a nossa Identidade Nacional, fazemos votos para que existam condições para voltarmos ao contacto com o grande público, na defesa daquilo que é nosso, que nos diverte e que representa a nossa herança enquanto povo”, explica Luís Segadães, presidente das 7 Maravilhas®.

Na área de intervenção da Antena Livre / Jornal de Abrantes, contam-se 13 candidaturas aprovadas, sendo o concelho de Mação que reúne um maior número de eventos a concurso.

Conheça as candidaturas aprovadas nesta fase por concelho e por categoria:

Abrantes: “Quarta-feira de bucho e tripas” (Pego) – Rituais e Costumes

Constância: Festa de Nossa Senhora da Boa Viagem – Procissões e Romarias

Mação: Feira dos Santos – Festas e Feiras

            Lenda da Senhora da Moita (Galega/Feiteira – Carvoeiro) – Lendas e Mitos

            Passo Lento (Ortiga) – Músicas e Danças

            Picareto (Ortiga) – Artefactos

            Procissão do Espírito Santo (Cardigos) – Procissões e Romarias

            Terço da Farinheira – Rituais e Costumes

            Velas de Cardigos – Artesanato

Sardoal: Capelas enfeitadas com tapetes de flores – Rituais e Costumes

Vila de Rei: Cestaria de Vila de Rei – Artesanato

                   Tecelagem manual de Vila de Rei – Artesanato

                   Feira de Enchidos, Queijo e Mel – Festas e Feiras

Os resultados da avaliação pelo Painel de Especialistas, a 3ª Fase do concurso, serão conhecidos a 7 de junho, com atraso de 1 mês, em virtude dos constrangimentos causados por covid-19.

Nessa fase, o Painel de Especialistas composto por 7 elementos de cada um dos 18 distritos e 2 regiões autónomas, elege 7 patrimónios de cada região, num total de 140 finalistas regionais, que participarão nas respetivas eliminatórias regionais.

A 7 de Junho serão igualmente divulgadas as próximas etapas do concurso, que estão neste momento condicionadas à evolução da pandemia causada por covid-19.

2020-05-09