ESPECIAL COVID-19

Artemrede vai liderar projeto de cooperação com 10 países europeus

2020-06-04
Festival Manobras da Arte Em Rede em 2019
Festival Manobras da Arte Em Rede em 2019

O projeto de cooperação cultural Artemrede, que reúne 17 municípios portugueses, vai liderar o projeto internacional "Southern Coalition", com parceiros de 10 países europeus, anunciou hoje a organização.

A iniciativa inclui 14 parceiros de 10 países, geograficamente posicionados ao longo do Mediterrâneo e dos Balcãs, de acordo com um comunicado da Artemrede.

As organizações integradas na "Southern Coalition" ("Aliança do Sul", em tradução livre) "identificam-se com uma ideia cultural e política do sul, e estão interessadas em desenvolver estratégias de colaboração baseadas em princípios e valores comuns que resultam da especificidade do trabalho nas periferias", assinala a Artemrede.

O projeto tem um orçamento total no valor superior a três milhões de euros "e permitirá o envolvimento de parceiros que trabalham junto de estruturas artísticas com forte ligação aos territórios e comunidades".

Neste grupo incluem-se redes de programação, organizações culturais e universidades em Portugal, Espanha, França, Itália, Grécia, Hungria, Croácia, Roménia, Eslovénia e Sérvia.

À Artemrede vão juntar-se parceiros como a rede Transversal (Espanha), a Universidade de Belgrado (Sérvia) ou o Pogon - Zagreb Center for Independent Culture and the Youth (Croácia).

De acordo com Marta Martins, diretora-executiva da Artemrede, citada no comunicado, esta iniciativa "foi pensada para aumentar as oportunidades de colaboração, a aprendizagem inter-pares, capacitar profissionais do meio cultural e artístico e desenvolver uma visão complementar às políticas culturais centralizadas".

Ao mesmo tempo, a entidade anunciou que foi aprovado o seu primeiro projeto pelo programa Europa Criativa, designado por "Stronger Peripheries", que resultará em co-produções artísticas, ações de formação para profissionais das artes, e iniciativas de criação de conhecimento, à escala europeia, a partir de 2021.

Está previsto o envolvimento direto de 2.000 profissionais, chegando a 10.000 de forma indireta, segundo a Artemrede.

Com esta iniciativa, a entidade pretende "promover a cooperação entre estruturas culturais de pequena e média dimensão, que atuam em contextos periféricos e cujo trabalho assenta na ligação aos territórios e comunidades", salienta.

O projeto "Stronger Peripheries" é um dos dois de larga escala aprovados para financiamento pelo programa Europa Criativa em Portugal.

A Artemrede também dirige atualmente o projeto europeu "A Manual on Work and Happiness", e é parceira nos projetos Be SpectACTive! e ReShape.

A Artemrede atua, desde 2005, nas áreas da programação em rede, do apoio à criação, da formação e da mediação cultural.

Atualmente é constituída por 17 municípios associados: Abrantes, Alcanena, Alcobaça, Almada, Barreiro, Lisboa, Moita, Montemor-o-Novo, Montijo, Oeiras, Palmela, Pombal, Santarém, Sesimbra, Sobral de Monte-Agraço, Tomar e Torres Vedras.

Lusa

2020-06-04