Município Abrantes
PUB

Antena Livre: "Estórias da Nossa História" ou a rubrica da rádio que passou a livro (C/ÁUDIO)

22/01/2022 às 15:40

A história do livro “Estórias da Nossa História” começou, sabe-se agora, em 2010 quando Isilda Jana foi desafiada a produzir, ou seja, investigar, escrever e gravar, uma rubrica para a rádio Antena Livre.

Na altura o Paulo Delgado, da Antena Livre, lançou o desafio à professora Isilda Jana. Ela que já tinha editado um livro intitulado “Estórias à Lareira”, tinha o desafio de criar pequenos textos sobre a história de Abrantes e região para colocar na grelha de programação.

E o desafio inicial foi aceite pela mulher que, como ela própria diz, tem um contrato, uma ligação à história, por via da formação académica.

Desde 2010 Isilda Jana foi criando os textos que todas as semanas grava para serem emitidos. É das rubricas com mais tempo a ser emitida sem qualquer interrupção. “Os locais, as datas e as pessoas que marcam a nossa história” é a frase de enquadramento da rubrica e é o aí, diz a autora, que foi sendo trilhado o caminho da rubrica.

Isilda Jana explica a forma como começou a produzir os textos para uma rubrica que tem, modo geral, menos de dois minutos e meio. Começou a fazer uma seleção de datas das cronologias de Abrantes, editadas pelo investigador de história local Eduardo Campos, por um lado, e vasculhou páginas e páginas do Jornal de Abrantes do início do Século XX, por outro. E depois de escolher os temas, era construir o texto ou ir à procura de mais informação que complementasse a ideia base para cada um dos textos.

Isilda Jana explica, de forma muito simples, que esta rubrica, e agora este livro, não é um trabalho de investigação história. Trata-se da recolha de memórias documentais a que se junta um conjunto de memórias pessoais da própria autora. E deu como exemplos, a Loja do Bruno, o café Pelicano ou as Festas do Pego.

Semana após semana a pasta foi crescendo no número de histórias e o rol continua a aumentar, porque Isilda Jana diz, depois do desafio, ter “apanhado” o gosto de ir à procura destas pequenas memórias que, sabe-se, prendem muitos ouvintes ao rádio, na hora em que elas são emitidas.

O livro é uma súmula de 135 estórias que foram emitidas entre 2010 e 2015. A escolha foi feita pelo editor e marido da autora. Explica Isilda Jana que foi um trabalho “duro” do José Alves Jana a escolha daquelas que iria passar para as páginas do livro.

A sua catalogação é muito simples. De acordo com a autora o calendário foi a forma muito simples como se fazem os capítulos. É que, modo geral, todas se enquadram no calendário, porque não há uma estória do Natal em julho ou do inverno no verão.

Isilda Jana explica que o seu outro livro “Estórias à Lareira” é um trabalho diferente. Foi feito numa base de recolha dos contos e estórias da tradição oral e que, desta forma, foi-lhe dada a possibilidade de ficarem registados para o futuro. Até porque, salienta, as estórias de bruxas, lobisomens ou das mouras encantadas vão deixando de fazer parte das rotinas das nossas aldeias, à medida que vão desaparecendo as pessoas mais velhas que contavam, com rigor, todas essas, sabe-se lá, criações imaginárias de mentes porventura mais férteis.

Este livro “Estórias da Nossa História” é diferente, aponta a factos, pessoas e vivências bem reais.

 

Isilda Jana, autora

Na sessão de lançamento que decorreu na sala polivalente da Biblioteca Municipal António Botto, e que contou com a emissão em direto na Antena Livre, estiveram o administrador da Media On, empresa que detém a Antena Livre, e o presidente da Câmara Municipal de Abrantes.

Luís Ablu Dias, administrador da Media On, começou por deixar uma palavra de agradecimento à autora, Isilda Jana, e ao marido, José Alves Jana, pela sua “carolice” de contribuírem ao longo destes anos com presença assídua nos conteúdos. E, de seguida, personificou o agradecimento destes dois colaboradores a todos os outros que ao longo de 41 anos tem ajudado a “fazer esta rádio”.

E fez questão de referir que só o “amor à rádio” tem permitido que ela faça o seu caminho.

O administrador da Média On deixou ainda uma nota sobre outra das marcas do grupo, que é o Jornal de Abrantes.

Luís Ablu Dias revelou que estamos em períodos difíceis para a Comunicação Social, mas mesmo assim isso não tem impedido o esforço que a empresa tem vindo a fazer na modernização tecnológica e, reforçou, não está descartada a possibilidade de a rádio regressar ao centro histórico de Abrantes.

O administrador concluiu a referir que, ele e a equipa que neste momento está na Antena Livre, vão continuar o trabalho árduo para manter no trilho certo a rádio.

 

Luís Ablu Dias, administrador Media On

O presidente da Câmara Municipal de Abrantes, Manuel Jorge Valamatos, começa por evocar os primórdios da RAL. E diz que tem a memória de ouvir falar em “vem aí a fiscalização” porque a rádio começou numa rua perto da casa da sua mãe, em Rossio Sul do Tejo. Era o tempo em que os “piratas da rádio” andavam com os aparelhos às costas, muito antes de haver um local físico da rádio, que começou nas Arreciadas. Manuel Jorge Valamatos deixa no ar essa recordação dos rumores sobre a forma como se viviam esses tempos, sempre com a dinamização do Manuel Sousa Casimiro.

Depois deixa uma palavra destinada a todos que permitiram, ao longo dos anos, fizeram crescer e estão a fazer por manter a rádio no seu trabalho diário e permanente ao serviço da região em que está inserida.

Depois da referência ao aniversário da estação emissora voltou-se para a autora do livro que estava a ser apresentado. Valamatos diz que conhece a Isilda e o José Alves Jana de outros lugares. E conta uma memória que envolveu as escolas de Sardoal e a N.º 2 de Abrantes. Ele, Valamatos, era professor na escola de Sardoal e Isilda Jana estava na N.º 2 de Abrantes. E nesse projeto ficou a conhecer a forma como Isilda Jana se envolve nos projetos em que está inserida. E avança uns anos para dizer que voltou a estar numa equipa com Isilda Jana, quando ambos foram vereadores na Câmara Municipal de Abrantes.

Manuel Jorge Valamatos reconhece o trabalho de Isilda Jana e salienta a forma como ela entra nos projetos de forma descomprometida, sem o objetivo claro de procurar protagonismo.

Manuel Jorge Valamatos, presidente CM Abrantes

O livro “Estórias da Nossa História” pode ser adquirido nas papelarias de Abrantes e em vários outros locais do concelho. A autoria é de Isilda Jana, a edição de José Alves Jana e o grafismo de Clara Jana. A edição conta com o apoio da Antena Livre.

Foi lançando no âmbito das celebrações do 40.º aniversário da rádio Antena Livre, embora a pandemia tenha criado alguns entraves na sua produção e lançamento.

Foi apresentado publicamente nesta sexta-feira, dia 21 de janeiro de 2022, no dia em que a rádio comemorou os 41 anos de vida. Foi uma das três ações de celebração do aniversário. Começou com a estreia de uma plástica sonora nova, depois com a entrada online do novo site (antenalivre.pt) e, mais ao final do dia, com o lançamento do “Estórias da Nossa História”.

 

Galeria de Imagens

Partilhar nas redes sociais:
PUB
Capas Jornal de Abrantes
Jornal de Abrantes - agosto 2022
Jornal de Abrantes - agosto 2022
PUB