ESPECIAL COVID-19

Covid-19: Baja Portalegre 500 está "licenciada" e vai decorrer sem público

2020-11-04

O município de Portalegre garantiu hoje que a prova de todo-o-terreno Baja Portalegre 500 está “licenciada” e vai decorrer sem público, segundo o plano aprovado pelas autoridades, devido à pandemia da covid-19.

“A prova está licenciada, com os pareceres favoráveis das entidades de saúde e segurança”, garantiu à agência Lusa o vereador do Deporto no município de Portalegre, Nuno Lacão.

“Tem de se cumprir [com os pareceres], não é permitido público, ninguém comunicou à organização [Automóvel Club de Portugal] nenhuma alteração, a prova é para se fazer e é para isso que estamos a trabalhar”, acrescentou.

O autarca disse ainda que esta prova de todo-o-terreno vai dar “vida” àquela cidade entre quinta-feira e sábado, sendo o evento “uma lufada de ar fresco” para algumas áreas, nomeadamente para os setores da restauração e hotelaria.

Na segunda-feira, a diretora-geral da Saúde, Graça Freitas, disse que a Direção-Geral da Saúde não deveria dar parecer favorável à realização da prova face à evolução da pandemia da covid-19.

Questionada sobre a realização da prova, que costuma acolher milhares de adeptos da modalidade ao longo do percurso e realizar-se com pilotos e respetivas equipas de vários países, Graça Freitas referiu não ter conhecimento de nenhum pedido da organização, mas afirmou: “em princípio não daremos parecer favorável”.

“Temos pena, porque alguns eventos merecem todo o carinho e todo o apoio, mas estamos numa situação excecional e temos de ter medidas excecionais”, considerou, reforçando que “as próximas semanas serão de grandes restrições”.

A 27 de outubro, o promotor da prova, o Automóvel Club de Portugal, apresentou um plano de contingência em que se previa que decorresse sem público.

No plano, disponível no sítio na Internet do evento, marcado para entre 05 e 07 de novembro, é referido que “não será permitido” público na prova.

“Este ano, num esforço único, o ACP vai transmitir o maior número de horas da Baja de Portalegre através das plataformas digitais da prova, com classificações e diretos de vários momentos e locais da mesma”, lê-se no documento.

O ACP referia que os elementos da organização vão estar equipados com máscara e viseira e que vão ser realizados testes ao novo coronavírus nas 96 horas que antecedem a corrida aos elementos da organização que contactem com os concorrentes, bem como a todos os elementos que utilizam o edifício onde vai funcionar o secretariado da prova.

Lusa

2020-11-04