ESPECIAL COVID-19

Abrantes e Torres Novas lideram criação de empresas no mês de agosto

2020-09-10

A criação de empresas no distrito de Santarém está em franca recuperação, com o mês de agosto a apresentar a constituição de 93 sociedades, mais 25 do que em igual período do ano passado e o valor mais elevado desde fevereiro deste ano. Os concelhos de Abrantes e Torres Novas foram os mais empreendedores.

De acordo com uma nota de imprensa da Nersant se em março, abril e maio se verificou um abrandamento do empreendedorismo regional, motivado pela pandemia, já junho e julho deram alguns sinais de retoma. E o mês de agosto, tradicionalmente pouco empreendedor, vêm confirmar o crescimento dos anteriores.

O agosto de 2020 tem um registo de criação de 93 empresas, mais 25 do que em igual período do ano passado e o valor mais elevado desde fevereiro deste ano, de acordo com os dados da Associação Empresarial da Região de Santarém.

Nos últimos meses têm sido os concelhos de Santarém e Ourém a aparecer quase sempre no topo da tabela dos concelhos mais empreendedores, mas em agosto foram os concelhos de Abrantes e Torres Novas, com a criação de 15 empresas em cada um dos territórios, os mais empreendedores.

Ourém surge logo de seguida na tabela, com a criação de 11 sociedades, seguindo-se Tomar, com 8, Santarém, com 7, e Coruche, Rio Maior e Salvaterra de Magos, com 6 cada um dos concelhos. Benavente criou 5 empresas, Almeirim, 4, Vila Nova da Barquinha, 3 e Alcanena, 2. Cartaxo, Entroncamento, Ferreira do Zêzere, Golegã e Mação apresentaram em agosto a criação de uma sociedade em cada concelho. Chamusca, Constância, Sardoal e Alpiarça não criaram empresas no período analisado.

Por setores de atividade, destacam-se Comércio a retalho (6), cafés (5), Construção de edifícios (residenciais e não residenciais) (4), Manutenção e reparação de veículos automóveis (4), Comércio por grosso (4), Compra e venda de bens imobiliários (4), Restaurantes tipo tradicional (3), Atividades de contabilidade e auditoria, consultoria fiscal (3), Atividades de arquitetura (3), Agências de publicidade (3) e Atividades de apoio social com alojamento (3).

No mês de agosto de 2020, os homens voltam a ser mais empreendedores. 61 investimentos têm como promotores homens (65,6%) e 32 novos negócios foram criados por mulheres (34,4%). A média do capital social das empresas criadas em agosto foi de 4 839,26 €.

2020-09-10