ESPECIAL COVID-19

Abrantes: Município desafia startups a apresentar soluções de mobilidade

2021-05-14

O Município de Abrantes está a desafiar startups a apresentarem soluções de mobilidade urbana a implementar na cidade, que possam atrair mais utilizadores para o uso do miniautocarro ABUSA.

“Procuram-se soluções que resolvam a dimensão do miniautocarro de forma a melhorar a circulação nas ruas estreitas do centro histórico, bem como torná-lo mais amigo do ambiente e estender o seu uso a turistas”, refere o Município em nota de imprensa.

O presente desafio resulta da competição mundial “Get In The Ring Urban Mobility”, num projeto conjunto com a Building Global Innovators e quatro municípios portugueses: Abrantes, Braga, Fundão e Angra do Heroísmo.

Considerada uma “oportunidade única para as startups poderem implementar projetos piloto com o apoio dos municípios, a Autarquia de Abrantes deixa o convite aos empreendedores para participarem neste desafio”.

Os participantes habilitam-se à possibilidade de ganhar um prémio final, com o vencedor a ganhar 5000 euros e a competir na final internacional do “Get In The Ring”.

As candidaturas ao programa decorrem até dia 16 de maio no link https://getinthering.co/event/portugal/#citychallenges

Sobre o ABUSA:

“Na procura de uma melhoria contínua das condições que o Município pode oferecer aos seus munícipes e tendo subjacentes critérios de sustentabilidade, a Câmara Municipal de Abrantes procurou com a solução de transporte urbano coletivo “aBUSa” conferir aos cidadãos um modo de transporte rápido, económico, seguro, cómodo e, ao mesmo tempo, descongestionar o centro histórico da cidade do grande volume de tráfego automóvel, reduzindo igualmente a procura de estacionamentos, libertando o espaço e tornando-o mais aprazível e amigável para os peões. Uma solução que se propôs incentivar o uso do transporte colético, em detrimento do transporte individual, numa ótica de diminuição da poluição atmosférica e do ruído, do aumento da eficiência energética, da eficiência económica e da equidade social”, lê-se em nota de imprensa.

2021-05-14