Município Abrantes
PUB

Economia: Do Tradicional Para o Digital: As Tendências de 2022

6/05/2022 às 16:54

São vários os setores que sofreram uma reestruturação com novas ferramentas digitais. Conheça alguns dos casos neste artigo.

 

Como vivemos numa realidade a caminhar para o 100% digital, diariamente surgem novas tendências que alteraram o quotidiano das pessoas e das empresas. Pedir dinheiro, trabalhar a partir de casa, vender online e mesmo as famosas moedas digitais, são alguns dos casos de estudo mais relevantes sobre este tema.

Também por isso, surgem em Portugal iniciativas como a ACEPI (Associação da Economia Digital) que têm como principal objetivo potenciar a participação das pessoas e empresas num dia a dia cada vez mais online. Todos estes indicadores são relevantes para que, cada vez mais, exista uma maior comunicação sobre o que podem ou não as pessoas fazer a partir de casa e através de alguns cliques.

Solidificação do E-commerce

A pandemia do covid-19 trouxe uma nova necessidade no comércio: as vendas online.

Ainda que seja um mundo relativamente novo para os pequenos negócios, os big players também sentiram a necessidade de uma adaptação do seu posicionamento.

Hoje em dia, o mercado valoriza cada vez mais uma posição digital. Sendo o consumidor mais atento e informado, as lojas online ganham uma nova vida, não só pelo mercado que oferecem, como também, pela notoriedade de marca.

Todavia, este é um meio que ainda é capaz de sofrer algumas alterações. Isto porque existe ainda a necessidade de uma maior vigilância e legislação para combater alguns relatos de burlas que constantemente são comunicados na comunicação social.

O Financiamento Online

O mundo dos créditos é em 2022 uma realidade completamente diferente.

Comparando com os procedimentos de há uns anos, qualquer pessoa que precisasse de um financiamento teria obrigatoriamente de recorrer pessoalmente a um banco. Como era um tema mais burocrático, as pessoas que precisavam de um empréstimo pessoal ou um crédito habitação entregavam essa tarefa ao gestor de conta.

Este contexto era mais favorável para os bancos, até porque, uma pessoa menos informada acabava por não pedir mais simulações e aceitava uma proposta que poderia incluir taxas de juro elevadas. Com o mercado online, existem inúmeros simuladores que oferecem respostas no momento e para além disso, apareceram os intermediários de crédito que comparam gratuitamente as propostas das entidades financeiras.

Trabalho a Partir de Casa

Esta ideologia não se pode aplicar a todos os trabalhos, mas a verdade é que em 2022 os trabalhos digitais seguem uma tendência cada vez menos pessoal, tornando-se numa realidade completamente remota.

Quebrando uma concepção tradicional, as empresas que permitem aos trabalhadores trabalhar a partir de casa, oferecem um novo quotidiano, uma rotina diferente e uma solução que oferece naturalmente vantagens e desvantagens dependendo da adaptação do trabalhador e da instituição.

Ainda assim, este pode ser um caminho que combate a desertificação do interior. Trazendo novas pessoas que procuram estilos de vida mais calmos e baratos, mas que ajudem a acelerar a economia de meios mais pequenos.

Moedas e Bancos Digitais

As moedas digitais ainda não são um assunto relevante para grande parte da população portuguesa. Todavia, Portugal tem sido procurado como sede de algumas instituições que têm interesse neste setor pela falta de regulamentação que existe sobre o tema.

A verdade é que as moedas digitais, também conhecidas como “criptomoedas”, têm sido um tema em ascensão para novos investidores. Ainda que possa parecer um tema longe do meio financeiro português, este tipo de moeda oferece disrupção tecnológica, retirando mais poder dos bancos. Ainda assim, pela falta de regulamentação em Portugal, atualmente são os próprios investidores responsáveis por medir o risco e a segurança dos seus ativos.

Por outro lado, ainda temos os bancos digitais que pelo próprio nome é fácil de perceber que têm uma posição 100% online. Neste caso, a abertura de conta, contato com o apoio ao cliente e pedidos de cartão são realizados ou através de telefone ou a partir da internet.

Conclusão

Estas são apenas algumas das tendências já conhecidas, ainda que facilmente poderíamos destacar a facilidade de comunicar online, aceder a eventos digitais ou mesmo pedir comida sem sair de casa. Apesar de ser uma “ferramenta” certa no nosso dia a dia, o digital tem provado que ainda tem uma longa margem para fazer crescer o mundo tecnológico, económico, cultural e social daqui para a frente.

 

Partilhar nas redes sociais:
PUB
Capas Jornal de Abrantes
Jornal de Abrantes - agosto 2022
Jornal de Abrantes - agosto 2022
PUB