Município Abrantes
PUB

Empresa de medicamentos à base de cannabis vai investir em Vila de Rei

16/11/2018 às 00:00

A empresa fitofarmacêutica Cann10-Portugal prepara-se para investir em Vila de Rei, anunciou hoje Ricardo Aires, presidente do Município de Vila de Rei, na reunião do executivo camarário.  

A aquisição de um lote na Zona Industrial do Souto e o arrendamento com opção de compra do antigo lote da Frutinatura foi aprovado, hoje, por unanimidade pelo executivo camarário.

O investimento inicial da Cann10-Portugal será assim a aquisição do Lote 1 da Zona Industrial do Souto, com 4,5 hectares pelo valor de 0,01€ por cada dois metros quadrados, e o arrendamento com opção de compra do Lote 1 da Zona Industrial do Carrascal (antigo edifício da Frutinatura) pelo valor de 374 mil euros, descontando os valores das rendas, num prazo de quatro anos.

(antigo edifício da Frutinatura)

A concretização deste investimento da Cann10-Portugal em Vila de Rei aguarda agora apenas a aprovação do Infarmed – Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saíde, I.P.

Com sede em Alcabideche, Cascais, a Cann10-Portugal pretende instalar em Vila de Rei uma unidade de transformação e, assim que a lei portuguesa o permitir, de produção de produtos fitofarmacêuticos, com base em medical cannabis sativa. As necessidades de mão-de-obra irão atingir, num prazo máximo de quatro anos, os 100 trabalhadores, sendo que, dadas as exigências técnicas, a maioria serão qualificados com título académico superior.

Ricardo Aires mostrou-se bastante satisfeito com a conclusão deste processo, destacando que “a vinda da Cann10-Portugal para Vila de Rei vai ser de extrema importância para o concelho, com a aposta numa indústria inovadora na região”, tratando-se da produção de medicamentos à base de cannabis e da sua comercialização.

 “O número de postos de trabalho que serão criados assumem uma elevada importância para a dinamização económica do concelho, para a fixação e atração de mão-de-obra qualificada e, ao mesmo tempo, valorizamos as capacidades e o potencial do antigo lote da Frutinatura, que se encontrava fora de funções há já vários anos”, vincou.

Reunião do executivo camarário de hoje

Questionado pela Antena Livre sobre como foi possível trazer o investimento para Vila de Rei, o autarca referiu que o executivo se tem focado em atrair novo investimento para o concelho, estabelecendo um contacto permanente com as instituições do Estado e que o diálogo com os promotores do projeto correu muito bem.

“Os seus fundadores são israelitas. Como vocês sabem, são pessoas que gostam de coisas honestas, certas e verdadeiras. São pessoas que acima de tudo valorizam a verdade. E eles encontraram neste concelho essa verdade (…) São uma equipa que acredita em nós, e nós acreditamos neles”, rematou.

Partilhar nas redes sociais:
PUB
Capas Jornal de Abrantes
Jornal de Abrantes - julho 2022
Jornal de Abrantes - julho 2022
PUB