ESPECIAL COVID-19

VN Barquinha: Ministra Ana Abrunhosa inaugurou Ninho de Empresas e elogiou utilização dos fundos comunitários (C/ ÁUDIO)

2020-10-19

Foi debaixo de chuva intensa que o novo Ninho de Empresas de Vila Nova da Barquinha, projeto CAIS, foi inaugurado na tarde desta segunda-feira, 19 de outubro. “Boda molhada é boda abençoada”, foi a frase que mais se ouviu, de quem quis fazer da chuva um momento feliz.

A obra resulta da reabilitação de dois edifícios já existentes e que se encontravam em avançado estado de degradação, em pleno centro histórico da vila, no Largo José da Cruz, junto aos Serviços Municipais, da Loja do Cidadão, da Conservatórias de Registo Civil e Predial, e Arquivo Municipal.

O novo edifício dispõe de gabinetes de trabalho e espaços de coworking, bem como áreas para os respetivos serviços de apoio, como salas de reunião, de formação e de refeição, serviços administrativos e loja.

O CAIS tem como objetivo “a promoção e acompanhamento de projetos e empresas inovadoras, colocando-as num mesmo espaço físico e pondo ao seu dispor um conjunto de serviços, gabinetes, espaços para coworking e instalação virtual de empresas, proporcionando a inserção num ambiente empresarial adequado, bem como as condições necessárias ao seu sucesso”.

O espaço agora inaugurado era uma das intervenções previstas no Plano de Ação de Regeneração Urbana (PARU) de Vila Nova da Barquinha, no âmbito da candidatura ao Programa Operacional Regional – Centro 2020, com um custo total de cerca de 630 mil euros, sendo elegível 550 mil euros com comparticipação de 85% do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER), suportando o Município, nesta obra, cerca de 160 mil euros, no edifício, a que acresce todo o investimento em mobiliário não elegível em candidatura.

De referir que assim que as candidaturas foram abertas, o espaço esgotou a sua capacidade em uma semana.

Fernando Freire, presidente da Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha era um autarca feliz e lembrou todas as mudanças que se têm operado no concelho, mais concretamente no centro da vila, lembrando também o trabalho do seu antecessor.

A ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, ficou agradada com o que viu e parabenizou o executivo pela continuidade que deram aos projetos e a utilização dos fundos comunitários.

No entanto, aproveitando a presença da ministra Ana Abrunhosa, da presidente da CCDRC, Isabel Damasceno e também na presença da presidente da Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo, Anabela Freitas, Fernando Freire não esqueceu os projetos futuros, principalmente a grande aérea de logística defendida pelos autarcas do Médio Tejo.

Ana Abrunhosa não fugiu ao desafio de Fernando Freire e referiu-se aos projetos da Comunidade Intermunicipal e ao objetivo da criação de uma plataforma logística. A ministra comprometeu-se a trabalhar em conjunto e destacou o trabalho realizado pela CIM do Médio Tejo.

 

Com Tancos e os projetos da Comunidade Intermunicipal para a região a ocuparem parte dos discursos do dia, o CAIS - Ninho de Empresas de Vila Nova da Barquinha foi inaugurado e já se trabalha a todo o vapor. Ana Abrunhosa visitou as instalações, falou com os empresários ali instalados e tomou conhecimento dos projetos em curso.

2020-10-19