Abrantes: Prémios de Mérito premeiam cinco alunos

18/12/2016 às 00:00

A entrega dos Prémios de Mérito aos melhores alunos do ensino secundário e profissional do concelho de Abrantes, referentes ao ano 2015/16, realizou-se esta sexta-feira, dia 16 de dezembro, no auditório da Escola Dr. Manuel Fernandes.

Os prémios são um incentivo ao mérito do desempenho dos alunos e resultam de um protocolo de colaboração estabelecido em 2012 entre a Câmara Municipal e Abrantes, a Tejo Energia, as escolas secundárias e a EPDRA. A Tejo Energia e a Câmara Municipal comparticipam anualmente com uma verba até 5 mil euros, enquanto as escolas envolvidas desenvolvem o processo de seleção dos alunos, sendo que a regra do apuramento é a obtenção da melhor média calculada através das classificações obtidas no 12º ano (10º, 11º, 12º) incluindo as classificações de exame da 1ª e 2ª fase.

Assim, no ano letivo 2015/16, os alunos do ensino secundário e do profissional que mais se distinguiram foram: Joana Afonso de Moura Onofre – Escola Profissional Desenvolvimento Rural de Abrantes (ensino profissional); Rui Jorge da Silva Neves – Escola Dr. Solano de Abreu (curso profissional); Duarte Magalhães Silva Esteves – Escola Dr. Solano de Abreu (ensino secundário); Rúben Alexandre Dias Marques - Escola Dr. Manuel Fernandes (curso profissional) e João Pedro Barbas Gaio e Silva - Escola Dr. Manuel Fernandes (ensino secundário).

Alcino Hermínio, diretor do Agrupamento de Escolas Nº2 de Abrantes e «anfitrião» da cerimónia, destacou a “aposta num projeto educativo municipal” que acontece em Abrantes nos últimos anos e que “criou um contexto favorável para que se possa dar um salto qualitativo na educação das nossas crianças e jovens”.

José Grácio, administrador da Tejo Energia, deu os parabéns a todos e afirmou que “o esforço compensa”. E para além dos que foram distinguidos com os Prémios de Mérito, destacou “os muitos outros alunos que trabalharam durante este ano e estiveram quase a atingir estes resultados. Mas isso é mérito na mesma”.

A presidente da Câmara Municipal de Abrantes referiu o esforço feito por todos os parceiros desta iniciativa e adiantou que “vale a pena trabalhar, vale a pena fazer investimento porque o retorno, mais cedo ou mais tarde, acontece”.

Maria do Céu Albuquerque alertou para que “este momento sirva, não só para alimentar a vontade de querer sempre ser melhor àqueles que já o são – estes cinco alunos que foram premiados -, mas também incentivar aqueles que trabalham e que não conseguiram ainda atingir a excelência, a poderem não desistir”.

No decorrer da cerimónia, foi apresentada a edição municipal do livro do jovem abrantino João Gaio e Silva, de 14 anos, ”O que pode fazer a Filosofia pela tolerância e paz mundial”, Menção Honrosa da III Edição do Prémio do Ensaio Nacional em Ética e Filosofia Prática, promovido pela Associação Portuguesa de Ética e Filosofia Prática.

João Gaio e Silva

Partilhar nas redes sociais:
PUB
Capas Jornal de Abrantes
Jornal de Abrantes - janeiro 2022
Jornal de Abrantes - janeiro 2022
PUB