Abrantes: Ano letivo abre com normalidade e com nova escola básica na cidade (C/ ÁUDIO)

15/09/2022 às 09:37

O ano letivo no concelho de Abrantes está a arrancar, nesta semana, dentro da normalidade. Foi desta forma que Celeste Simão, vereadora com o pelouro da Educação no Município, caracterizou a abertura de mais um ano letivo.

Se na questão dos operacionais, já com a transferência de competências operada, não há problemas “Abrantes tem o rácio de operacionais / alunos acima do valor definido pela tutela”, na colocação de professores, responsabilidade do Ministério da Educação, há a registar duas ou três questões pontuais que as escolas esperam ter resolvidas esta sexta-feira. De acordo com a responsável este ano está a abrir portas com os dois agrupamentos de escolas em consonância, quer na introdução dos períodos divididos por semestres, quer nos horários de arranque das atividades letivas.

Desta forma, de acordo com Celeste Simão, torna-se muito mais fácil operacionalizar a rede de transportes escolares, porque deixa de ser necessário gerir horários diferentes, como acontecia nos anos anteriores. “Foi um trabalho entre as direções dos dois agrupamentos, já vinha a ser feito de anos anteriores”.

A vereadora indicou que os transportes escolares foram concessionados à Rodoviária do Tejo, empresa que ganhou o concurso para explorar a rede de transportes públicos do Médio Tejo, incluindo a rede de transportes urbanos de Abrantes. Mesmo assim houve necessidade, nalguns circuitos, de fazer ajustes diretos, face à ausência de empresas a candidatar-se a esses circuitos.

Questionada se vai correr tudo bem nos transportes, Celeste Simão espera que sim e, caso surjam alguns percalços os serviços estão prontos para os resolver.

Também na rede de fornecimento de refeições está tudo preparado para este ano letivo. A autarquia mantém uma nutricionista a preparar as dietas dos alunos, tal como a empresa que vai confecionar e servir as refeições. Apesar de todos os cuidados a vereadora deixou um apelo para que, caso os pais detetem alguma questão que não gostem, possam contactar os serviços de educação do Município.

A novidade, este ano, no arranque do ano escolar é a entrada em funcionamento da nova Escola Básica de Abrantes, que resulta da requalificação e ampliação do antigo Colégio de Nossa Senhora de Fátima, instalado na cidade durante mais de sete décadas e no qual a autarquia investiu ainda 1,6 milhões de euros na aquisição, vai aglutinar três escolas (Jardim de Infância de S. João Batista, Escola Básica n.º1 e Escola Básica n.º 2) e está preparada para receber cerca de 200 alunos: sete turmas de 1.º ciclo (143 alunos) e duas turmas de jardim de infância (47 alunos).

Este projeto do município de Abrantes na área da Educação implica ainda a criação de acessos rodoviários, com a concretização de mais duas empreitadas, no valor global de 300 mil euros, e que passam pela requalificação da Rua de Santa Ana e pela construção de muros de suporte na área exterior à Escola Básica de Abrantes e na Rua de Santa Ana.

O município de Abrantes assinala o início do ano letivo com a abertura destes dois equipamentos requalificados, que representaram um investimento de 4,1 milhões de euros, segundo o presidente da Câmara Municipal.

Segundo o presidente da Câmara de Abrantes, as duas estruturas “envolveram valores financeiros muito significativos”, na ordem dos 4,1 milhões de euros, 600 mil euros dos quais referem-se às obras em Alvega e 3,5 milhões de euros à intervenção no novo Centro Escolar, que inclui 1.º ciclo e jardim de infância.

Por outro lado, o projeto da Escola Superior de Tecnologia de Abrantes “está praticamente finalizado” e o município quer “avançar com a obra também o mais rápido possível”, disse ainda o autarca.

Partilhar nas redes sociais:
PUB
Capas Jornal de Abrantes
Jornal de Abrantes - dezembro 2022
Jornal de Abrantes - dezembro 2022
PUB