ESPECIAL COVID-19

Mação: José António Almeida renova mandato como diretor do Agrupamento de Escolas e aposta na inovação (C/ÁUDIO)

2020-12-18

São 12 anos à frente do agrupamento de escolas Verde Horizonte de Mação. Mas José António Almeida sente que ainda tem projetos para lançar e ainda tem a força para continuar, pelo menos durante mais quatro anos, a liderar as escolas do concelho.
Foi desta forma que, depois de feito o juramento e assinada a posse para mais um quadriénio [esta quinta-feira, dia 17 de dezembro], o diretor do Agrupamento Verde Horizonte iniciou o seu discurso numa cerimónia minimalista pelo momento que se vive, mas com a vitalidade de quem não guarda ideias na gaveta para colocar ao serviço da comunidade. E isso ficou marcado ao longo do discurso de posse de José António Almeida que entre agradecimentos “abriu” as portas da escola à comunidade e deixou a ideia de que em Mação não se gosta de replicar ideias, o objetivo é andar na linha da frente com inovação.

Começou por fazer uma mão-cheia de agradecimentos aqueles que são um pilar do Agrupamento. Desde logo aos professores e alunos. Os alunos que estiveram representados na cerimónia por dois estudantes que integram o Conselho Geral do Agrupamento. Deixou depois uma palavra para os assistentes técnicos e operacionais que são o elo de ligação na comunidade, representados pela dona Leontina e pelo senhor Augusto.

Não esqueceu o Dr. Tavares pela articulação necessária com a área da saúde, ainda para mais em contexto da pandemia que vivemos. Frisou o trabalho com a Câmara Municipal e com o Professor Luiz Oosterbeek, que é um dos consultores científicos do Agrupamento. Deixou ainda uma palavra para o Padre Amândio, que de vez em quando vai dar uma aula, não esquecendo o Professor Carlos Alberto, que enquanto coordenador regional, já lá vão uns anos, foi um dos pilares de apoio das ideias inovadoras com que o Agrupamento Verde Horizonte começou a ganhar notoriedade. Desde logo, como disse José António Almeida, num projeto para Timor. E num projeto que teve a apresentação em Mação que, por sinal, era a escola mais distante de todas que ali estavam enquadradas.

Para inovar é preciso que haja quem acredite nos projetos vincou o diretor da escola, pelo que o seu papel foi fundamental por isso, o convite para o grupo restrito de pessoas que assistiram à tomada de posse.

José António Almeida fala sobre o observatório de qualidade

José António Almeida destacou ainda o comandante da GNR que, não estando há muito tempo na vila, tem assumido um papel preponderante no trabalho com a comunidade educativa. E destacou uma dessas colaborações. Esta sexta-feira, dia 18, os alunos do ensino profissional prepararam um “mimo” de natal, um minicabaz, para todos os idosos do concelho que não estão institucionalizados. E, por causa das limitações da pandemia, os alunos farão uma entrega simbólica de um desses cabazes e caberá aos militares da GNR fazer a distribuição pelo território nas suas ações de policiamento de proximidade. Deverão ser cerca de uma centena de visitas. É uma forma de colaborar muito grande esta possibilidade de articular os trabalhos de uma força de segurança com a comunidade educativa.

José António Almeida explica a ação de Natal em colaboração com a GNR

José António Almeida olhou depois para os 12 anos que já leva à frente dos destinos do agrupamento deixando duas ou três notas daquilo que se tem vindo a desenrolar, desde logo um observatório de qualidade que permite aferir, de forma isenta, a qualidade da gestão e aplicação das medidas.

Deixou, de forma muito vincada, a ideia de que gosta de inovar: “Gosto de trilhar caminhos novos, não gosto de replicar projetos”.

José António Almeida explica o conceito de sucesso 

O diretor deixou meia dúzia de notas de realce com algumas mensagens, por exemplo, para a autarquia de Mação quando disse que o futuro do concelho está ali, na escola, nos jovens. E entre brincadeira disse que não falava no futuro político, explicando que é o futuro social e económico que está dentro da escola, nos alunos.
Os pais, ou alguns, também levaram um recado. A escola tem regras e educa e, disse o diretor, vivemos num tempo em que os pais têm menos regras para com os jovens e depois vão querer discutir esse maior rigor que existe na escola.

José António Almeida explica a forma como gostaria de ver o maior envolvimento dos pais 

E disse que esta é a forma que têm de pensar o ensino. Os alunos são a principal preocupação e prioridade. E o sucesso dos alunos é a melhor forma de evocar o trabalho que diariamente é feito dentro das paredes, ou dentro das vedações das escolas do concelho. José António Almeida deixou ainda uma outra nota de registo para os alunos. Quando se fala de sucesso não se pode falar de sucesso igual para todos porque essa não é a realidade que existe. “O sucesso não se mede da mesma forma em todas as crianças” e um dos papeis dos professores é avaliar as capacidades dos alunos e não olhar para eles como um só.

José António Almeida traça os objetivos para o novo mandato

E de seguida deixou uma nota para a comunidade. Tem de haver um maior envolvimento entre todos, só assim pode haver uma escola com futuro numa comunidade do interior.

O diretor fez questão de dizer que o que mais aprecia nas equipas com quem trabalha é a lealdade, para de seguida deixar a mensagem que “queremos menos pessoas solitárias e mais pessoas solidárias”. Ou seja, a velha máxima que quem trabalha em equipa chega muito mais longe do que quem trabalha “sozinho”.
José António Almeida chamou, no final, a sua equipa Rufina Costa, Margarida Cardoso, Ilídio Vicente e João Gonçalves com quem partilhou os desafios para o futuro. Um futuro que se espera bem melhor do que este 2020.
E não esqueceu a família, principalmente a mulher, a quem “rouba” muito tempo quando tem de dedicar horas e horas ao trabalho. Disse que conversou em família antes de decidir lançar-se, durante mais quatro anos, no cargo de diretor do Agrupamento de Escolas Verde Horizonte.

Vasco Estrela, presidente da Câmara de Mação, deixou uma palavra de confiança no trabalho do diretor e da equipa que o acompanha. E o autarca valorizou aquilo que é o trabalho de inovação que a escola tem patenteado nos últimos anos. Exemplificou com a captação de alunos por duas vias, uma é ir a concelhos vizinhos e a outra a criação de cursos de ensino profissional que possam atrair mais jovens. E, disse Vasco Estrela, que todos sabem e conhecem as realidades do interior do país na demografia. O autarca referiu ainda a capacidade que José António Almeida demonstra quando envolve as parcerias da Câmara, sabendo de antemão quais são as linhas que existem porque também ele já passou pela vida autárquica.


O presidente da Câmara Municipal de Mação deixou ainda uma nota sobre o futuro que aí vem, um futuro que terá uma descentralização de competências com uma maior aproximação entre a autarquia e a escola, já que vai haver ainda mais ligação entre as instituições. E depois deixou outra nota, mesmo estando em final de mandato, que é uma necessidade já apresentada no Orçamento e Plano de Atividades do Município e que é a requalificação do edifício da escola que é a sede do Agrupamento.

Vasco Estrela, presidente da Câmara Municipal de Mação

A presidente da Associação de Pais, Ana Heitor, vincou a vontade de uma grande proximidade com a direção e com a comunidade escolar e abriu as portas a uma maior colaboração institucional.

Ana Heitor, presidente da Associação de Pais 

Depois de concluída a cerimónia, transmitida para a comunidade escolar através de três plataformas digitais, o curso profissional de cozinha e turismo preparou, ao contrário de outros anos em que é servido um “banquete”, uma pequena receção com umas entradas, uma sopa bebível (creme de cenoura com cubos de presunto de Mação), a que se seguiu um arroz cremoso de enchidos de Mação e Chave Dourada e um cheesecake de queijo de cabra de Mação, com mousse de medronho e gel fluído de poejo e com suspiro de poejo. Aliás, ficou a saber-se que o arroz e a sobremesa (nas fotos) vão ser apresentados ao concurso Jovem Talento da Gastronomia.

2020-12-18