Gavião: Ministro da Educação lança primeira pedra para ampliação da escola (C/ÁUDIO e FOTOS)

18/07/2022 às 16:53
Ministro da Educação no lançamento da primeira pedra da ampliação da escola de Gavião

O agrupamento de escolas de Gavião vai ter um novo bloco com quatro salas de aula e mais alguns gabinetes de trabalho, para além de um renovado espaço exterior.

Foi no último sábado, dia 16 de julho, em plena realização da Feira de Gastronomia que o ministro da Educação João Costa assistiu ao lançamento da primeira pedra desta ampliação.

E na cápsula do tempo que vai ficar depositada para memória futura, José Pio, presidente da Câmara de Gavião, deixou a sua assinatura juntamente com a do ministro

José Pio deixou uma nota sobre a transferência de competências do poder central para as autarquias, que Gavião não teve qualquer problema em assumir, quando tantas discussões têm sido feitas sobre o assunto.

O presidente da Câmara disse que a transferência financeira é curta para as competências que passaram a ter, mas deixou a nota que vão continuar a lutar para mais e melhores recursos. Mas reforçou que “no concelho de Gavião podemos falar de sucesso na transferência de competências na educação e nas outras áreas.

Destacou ainda a colaboração entre instituições, entre o poder local e a direção da escola, comunidade educativa e comunidade em geral. Destacou o trabalho que foi necessário desenvolver nos últimos dois anos por causa da pandemia.

O autarca saudou o facto de neste dia, 16 de julho, se passar da fase do projeto para a fase de obra, com a assinatura do contrato com a empresa que vai assumir esta empreitada. E vincou que a educação continua a ser “uma das nossas prioridades, porque espaços dignos e de qualidade motivam os alunos, os professores, o pessoal não docente e, por inerência, toda a comunidade gavionense.”

José Pio revelou que com esta ampliação a escola ganha mais quatro salas de aula, um espaço polivalente para alunos alguns gabinetes de trabalho e a requalificação de espaço exterior. “Espero que no início do ano letivo 2023/2024 possamos fazer a sua inauguração”, disse o presidente da Câmara que não fez qualquer pedido ao governante, mas deixou um convite: “quem lança a primeira pedra vai ter de fazer a inauguração.”

O presidente da Câmara também referiu o trabalho de colaboração com o diretor do Agrupamento de Escolas, Paulo Pires, ausente da cerimónia por estar na República Checa na formatura da filha e acrescentou “os parabéns à Margarida, porque o concelho passa a ter mais uma médica.”

José Pio assinou o contrato de execução da empreitada com a empresa JC Bartolomeu, de Abrantes, que tem agora 365 dias para construir o novo espaço.

José Pio, presidente CM Gavião

Esta é empreitada de 750 mil euros, comparticipada a 85% pelo Programa Operacional do Alentejo, e com um prazo de execução de um ano.

Estas salas vêm ao encontro das necessidades sentidas pela direção da escola no período pandemia e pós-pandemia e permitem também um reforço no investimento no ensino profissional.

O ministro da Educação, João Costa, revelou ser uma alegria grande vir a estes eventos porque “colocar uma primeira pedra traz sempre uma grande responsabilidade que é quando se puser a segunda ainda sabermos onde está a primeira. Porque às vezes há umas primeiras pedras que ficam eternamente primeiras.” O governante aceitou, depois, o convite que lhe foi endereçado para daqui a um ano, mais coisa menos coisa, poder inaugurar a ampliação da escola.

Depois agradeceu o trabalho dos arquitetos que desenharam este conjunto de obras porque é “um projeto muito bonito, arejado e que corresponde a um desafio (...) que é acompanhar a evolução que temos vindo a propor ao país em termos de projeto educativo. Já não estamos em escolas com o formato autocarro. Estamos com espaços que mudam, que se reinventam.” João Costa recordou uma visita anterior a esta escola da vila de Gavião quando esta tinha recebido o prémio da Fundação Ilídio Pinho da ciência na escola. Depois lembrou ainda dois projetos de orçamento participativo com “as cabras lá ao fundo, e ali à entrada com a rádio na escola. Tem sido uma escola que tem sabido reinventar e responder aos desafios que lhe são colocados.”

João Costa, ministro da Educação, disse em exclusivo à Antena Livre, que o ensino profissional ganha cada vez mais força e que este investimento em Gavião é mais importante porquanto é um investimento em ensino e em território de baixa densidade

João Costa, ministro da Educação

João Costa não leva pedidos, mas leva um convite. A serem cumpridos os prazos, dentro de um ano, antes do início do ano letivo 2023/2024 será inaugurada a ampliação da Escola Básica de Gavião, com mais 4 salas de aula, uma polivalente e a renovação do espaço exterior.

Galeria de Imagens

Partilhar nas redes sociais:
PUB
Capas Jornal de Abrantes
Jornal de Abrantes - dezembro 2022
Jornal de Abrantes - dezembro 2022
PUB