Pesquisa Rápida

Estados Unidos são país convidado do 15.º Festival Terras Sem Sombra

2019-01-05
Terras sem Sombra
Terras sem Sombra

Quase 50 atividades vão preencher a 15.ª edição do festival de música Terras Sem Sombra, no Alentejo, que arranca no próximo dia 26 e cujo país convidado, este ano, são os Estados Unidos da América, foi hoje revelado.

O evento é promovido pela associação Pedra Angular, e, além dos concertos, a edição deste ano, que se prolonga até 07 de julho, inclui conferências, visitas guiadas ao património e ações de salvaguarda da biodiversidade, disse à agência Lusa fonte da organização.

“A música e as viagens são a pedra de toque do Terras Sem Sombra (TSS) em 2019, que tem como país convidado os Estados Unidos da América (EUA)”, assinalou também a entidade promotora, em comunicado divulgado hoje.

A colaboração do festival com instituições dos EUA, nomeadamente com a embaixada deste país em Portugal, iniciada em 2017, segundo a organização, reflete os “laços históricos do Alentejo com esse imenso país”.

“O abade José Correia da Serra, natural de Serpa, foi grande amigo de Thomas Jefferson. Exerceu importante influência política nos EUA, ao longo de vários anos, e foi aí embaixador de Portugal em 1816”, destacou.

Por outro lado, acrescentou o TSS, “praticamente desde a independência americana, existiriam consulados dos EUA em Odemira e Sines, sinal da vitalidade dos intercâmbios então estabelecidos e que se mantêm até hoje”.

Nesta 15.ª edição, o tema do festival é “Sobre a Terra, sobre o Mar - Viagem e Viagens na Música (Séculos XV-XXI)”, revelou, acrescentando que a escolha está baseada em “duas efemérides”.

Este ano, “assinalam-se os 550 anos do nascimento de Vasco da Gama, que teve Sines por berço”, e, “um pouco por todo o país, iniciam-se as comemorações do 5.º centenário da viagem de circum-navegação de Fernão de Magalhães”, disse a organização.

Apesar da divulgação destas novidades, os organizadores informaram que o programa do TSS só vai ser apresentado na próxima semana, na quinta-feira, na Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento, em Lisboa, às 11:00.

O Baixo Alentejo e o litoral alentejano, que são a “geografia tradicional” do festival, vão voltar a ser palco das atividades programadas, mas, este ano, o TSS “chega ao Alto Alentejo e ao Alentejo Central” e, além disso, inclui “atividades em dois concelhos da Extremadura espanhola”, destacou a associação Pedra Angular.

“É assim, desde 2003, com uma persistência que se tornou felizmente normalidade: um Festival de música, mas também da terra alentejana, um Festival do património, mas também da diversidade, ou seja, de memória, conhecimento, divulgação, e de brio”, escreve o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, no texto de abertura da edição deste ano do TSS, citado pela organização.

2019-01-05
Terça, dia 26 de Março de 2019
PUB
ID Tour
Jornal de Abrantes março 2019
PUB
Bild Corp - Web + Vídeo