Antena Livre
Deseja receber notificações?

Torres Novas: The Gift abrem programação de 2024 do Teatro Virgínia

13/12/2023 às 16:23

Um concerto da banda portuguesa The Gift abre, a 06 de janeiro, a programação do primeiro trimestre de 2024 do Teatro Virgínia, em Torres Novas, foi hoje anunciado.

Até ao final de março, o Virgínia receberá, além de música, espetáculos de dança, circo, teatro, e humor, com a companhia A Turma a apresentar, no dia 13 de janeiro a peça “Casa dos Pais”, com interpretação de Albano Jerónimo, Luís Araújo e Carla Maciel, e, nos dias 19 e 20, a atuação a solo do humorista Pedro Teixeira da Mota com o espetáculo “Pata de Ganso”.

Para janeiro estão, ainda, agendados espetáculos pelo Teatro Meia Via, com a peça “O Inspetor”, de Nikolai Gógol, numa “digressão por algumas aldeias do concelho” que se inicia no dia 20 em Rendufas, passando por Fungalvaz a 18 de fevereiro, culminando na Lamarosa, a 17 de março.

O mês de janeiro encerra dia 26 com “Blue”, de Margarida Montenÿ, um “projeto de acrobacia aérea em que se vai construindo um conjunto de paisagens efémeras”, afirmou o município de Torres Novas, no distrito de Santarém, em comunicado.

O espetáculo de marionetas “Plip”, da companhia Red Cloud abre o mês de fevereiro (dia 03), no Virgínia, com a ‘black box’ da Central do Caldeirão a receber no mesmo dia o torrejano Rui Rosa, que apresentará “Lisboa é um jardim”, o seu primeiro trabalho a solo.

No dia 09, o teatro regressa ao Virgínia, com “Maria Coroada”, uma peça escrita por João Garcia Miguel que remonta a 1840, “na ressaca da Guerra Civil”, e que “aborda um movimento social e religioso que duraria sete anos, liderado pela autodenominada ‘Terceira Eva, por Jesus Coroada’”.

A 17 de fevereiro, o festival Às vezes o Amor traz Raquel Tavares ao Virgínia, com “Fado é Amor”, e, no dia 23, o humorista Jel leva seu primeiro solo de ‘stand up comedy’ à ‘black box’ da Central do Caldeirão.

No dia 24, a fechar a programação de fevereiro, o palco do Virgínia recebe o espetáculo “Adamastor”, de Ricardo Ambrózio, uma “narrativa interdisciplinar entre teatro, vídeo e dança contemporânea”.

O mês de março abre no dia 02 com a peça de teatro “Vamos para Bremen”, interpretado pelo Teatro Plage, num espetáculo no Virgínia para famílias, com a ‘black box’ da Central do Caldeirão a receber no mesmo dia um concerto de Ana Lua Caiano.

No dia seguinte, um domingo, o Projeto Rouge, do Choral Phydellius leva o ciclo de música de câmara “A música quando nasce é para todos” à Igreja de Alqueidão.

David Fonseca atua a 09 de março no Virgínia, num espetáculo que assinala 25 anos de carreira do músico de Leiria e que “cruza música, performance e cinema”.

Para o mês de março estão agendados ainda dois espetáculos, o primeiro dos quais, no dia 16, com a comédia “O regresso de Ricardo III no comboio das 9h24”, com interpretações de Adriano Luz, Ana Nave, Jessica Athayde, Miguel Thiré, Raquel Tillo, Rui Melo, Samuel Alves e Susana Blazer, encerrando o trimestre com a estreia da peça “Garagem, o nosso sonho”, do Grupo de Teatro Juvenil do Virgínia.

Com bilhetes à venda a partir de hoje, a programação do Teatro Virgínia integra, ainda, atividades no âmbito do serviço educativo, oficinas de dança, uma conversa sobre a obra de Simão Machado, dramaturgo torrejano do século XVI, sessões de cinema e a continuidade do Teatro em Formação, acrescenta a nota.

Lusa

Partilhar nas redes sociais:
Partilhar no X