ESPECIAL COVID-19

Vila de Rei: APA atrasa concretização da Herdade Foz da Represa, afirmam promotores

2016-03-10

Os promotores da Herdade Foz da Represa, Nellson Soares e Raymond Klomp, avançaram à Antena Livre que procuram “compromissos e espaço para diálogos e soluções” com as entidades governamentais, para a concretização do projeto no concelho de Vila de Rei, a erguer junto à Barragem de Castelo do Bode.

 Segundo os promotores, o projeto não está avançar mais rapidamente devido às exigências da Agência Portuguesa do Ambiente (APA): “a referida Agência continua a solicitar repetidos esclarecimentos e informações sobre os mais diversos temas, e apesar de prontas respostas quer por parte dos promotores quer do Município, ainda não foi possível resolver a questão”.

 “Este era um processo que se esperava rápido mas, efetivamente a ausência de uma resposta final e conclusiva, tem-se traduzido em elevados custos quer para o Município quer para os Promotores, em ambos os casos devido à não operacionalização do investimento”, referiam Nellson Soares e Raymond Klomp.

 A Herdade Foz da Represa é um projeto com quatro anos de existência, representa um investimento de um milhão de euros e pretende criar diretamente cerca de 10 postos de trabalho.

 

“Na verdade, numa época cheia de dificuldades e em que o investimento é escasso, não se compreende que os agentes e agências envolvidas não tenham até ao momento conseguido congregar esforços e harmonizado ações em benefício do bem maior e interesse público (…) Acreditamos que efetivamente os Serviços da APA vão de forma diligente assegurar uma rápida resolução desta situação esperando-se uma rápida resolução da mesma”, acrescentaram os responsáveis.

 No decorrer desta semana, Paulo Cesar, vice-presidente da Câmara Municipal de Vila de Rei, já tinha referido à Antena Livre ter receio que o projeto hoteleiro pudesse ser abandonado pelos responsáveis devido à burocracia exigida pela APA.

O vice-presidente afirmou que a Câmara Municipal “tudo tem feito” para dar seguimento ao projeto: “junto do anterior Governo conseguimos obter a suspensão parcial do plano de albufeira do Castelo de Bode com vista à implementação do referido projeto. Esse mesmo projeto obteve a concordância do conselho de ministros, ou seja o Governo decretou a importância do mesmo”.

No entanto, segundo o autarca vilarregense “existe um conjunto assinável de burocracias implícitas e a questão daquela zona estar classificada como Reserva Ecológica Nacional, REN, constitui uma serie de entraves à implementação do projeto”. Paulo Cesar esclareceu que “a APA tem de emitir parecer favorável obrigatório para desafetar a REN e implementar o projeto, contudo temos assistido a um protelar desta situação e uma insistência na não concretização do mesmo, que nós não conseguimos perceber bem porquê”.

A Herdade Foz da Represa apresenta-se como um novo conceito de unidade hoteleira, com dez bungalows feitos com estruturas prefabricadas na Holanda, com cerca de 65 metros quadrados.

“Um espaço onde a natureza nos oferece aguas límpidas, ar fresco, floresta, cascatas, escarpas para quem as quer apreciar ou conquistar (…) com serviços spa & wellness, sauna, banho turco, massagens, tratamentos de corpo” e onde os elementos da gastronomia da região vão ser “apresentados de forma inovadora, capazes de satisfazer as necessidades e preferências de "clientes" exigentes e que sabem o que querem”, referem os promotores.

Para Nellson Soares e Raymond Klomp o objetivo é iniciar os trabalhos de construção ainda em finais de 2016.

 

 

JMC

 

*Notícia desenvolvida na próxima edição do Jornal de Abrantes de abril

2016-03-10
Carpego
PUB

Jornal de Abrantes

Jornal de Abrantes - novembro 2021
PUB
Bild Corp - Web • Vídeo