Pesquisa Rápida

Abrantes: "Câmara dos Jovens" avança para estimular a participação cívica

2019-02-11

O executivo camarário de Abrantes aprovou por unanimidade, na sexta-feira, dia 8 de fevereiro, a proposta de regulamento que prevê a criação do programa ‘Câmara dos Jovens’.

O projeto, proposto pelo jovem abrantino João Gaio e Silva, vai iniciar brevemente e conta com um montante financeiro aprovado, em sede do Conselho Municipal de Juventude, de 10 mil euros.

João Gaio e Silva

O Código de Procedimento Administrativo determina que “qualquer proposta de regulamento tem de ter primeiro a aprovação do órgão Executivo e só depois é que é minutado. Uma alteração administrativa que burocratiza um pouco mais a ação e a celeridade da tramitação”. No entanto, o projeto vai arrancar, começou por explicar à Antena Livre Luís Filipe Dias, vereador na Câmara Municipal de Abrantes

A Câmara dos Jovens é uma iniciativa que foi apresentada por um jovem abrantino, João Gaio e Silva, que na altura lançou o desafio de em Abrantes se criar um conceito de Jovem Autarca. Em que um Jovem Autarca passaria a intervir, pontualmente, naquilo que são as ações executivas da Câmara Municipal”, referiu o vereador, dando conta que o projeto “evoluiu para algo mais semelhante àquilo que é o modelo organizativo das Autarquias Locais, neste caso concreto, a Câmara Municipal”.

O objetivo é alargar “o leque e não ter apenas um jovem a participar nestas dinâmicas de participação ativa e de cidadania participativa e ter-se um conjunto de jovens, à semelhança do que acontece com as eleições autárquicas, em que sete elementos se colocam a sufrágio para serem eleitos”, salientou.

Assim, a Câmara Municipal vai apelar à participação dos jovens dos 14 aos 21 anos para participar no projeto . De seguida, haverá “um momento de campanha eleitoral, apresentação de listas e debates” até se chegar aos sete jovens que terão a possibilidade de gerir 10 mil euros do orçamento municipal.

Reunião de Câmara da passada sexta-feira

Nesta fase, o Município vai avaliar “o grau de pronúncia do próprio regulamento, mas se tudo correr bem estamos a prever que no início do próximo ano letivo a Câmara dos Jovens já esteja a trabalhar”. Até porque, já “há um conjunto de temáticas de intervenção” que podem ser executadas em 2019.

A Câmara dos Jovens reunirá ordinariamente. Irão ser feitas atas e até se assim quiserem [os jovens] poderão ter a presença da comunicação social, uma vez que serão reuniões abertas. As propostas que sairão desta Câmara dos Jovens poderão ser apresentadas uma vez por mês nas nossas reuniões de câmara”, fez notar.

Para Luís Filipe Dias, a Câmara de Jovens “é uma forma altamente construtiva de não só valorizar a ação destes jovens, mas também impedir esta tremenda demissão cívica que temos verificado nos últimos anos”.

Notícia relacionada:

https://www.antenalivre.pt/noticias/abrantes-aluno-desafia-municipio-a-implementar-projeto-jovem-autarca

2019-02-11
Segunda, dia 22 de Abril de 2019
PUB
Bild Corp - Web + Vídeo
Jornal de Abrantes abril 2019
PUB
Mercar