Pesquisa Rápida

Abrantes: Câmara quer instalar uma Unidade de Cuidados na Comunidade na antiga Casa de Saúde

2018-05-16
Antiga Casa de Saúde
Antiga Casa de Saúde

A Câmara Municipal aprovou, ontem, a minuta de protocolo a celebrar entre o Município e a Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT), que tem como objetivo estabelecer as condições necessárias à instalação de uma Unidade de Cuidados na Comunidade (UCC), na antiga Casa de Saúde, em Abrantes.

O Município compromete-se a arrendar e a disponibilizar à ARSLVT, a título gratuito, o edifício da antiga Casa de Saúde e a realizar as obras necessárias, que rondam cerca de 42,5 mil euros, para a adaptação do edifício a uma UCC.

 Em declarações à Antena Livre, Maria do Céu Albuquerque, presidente da Câmara Municipal de Abrantes, explicou que o “Município tem vindo a trabalhar com a ARSLVT, o ACES Médio Tejo e o Centro Hospitalar do Médio Tejo, na criação de condições para retirar os serviços de cuidados primários que estão no primeiro andar do hospital e libertar aquele espaço para outras funções”.

“Estes cuidados primários serão instalados na antiga Casa de Saúde, em concreto no primeiro andar. E estamos a aguardar que a ARSLVT, tenha condições para nos fazer o aluguer daquele espaço. No entanto, e para ultrapassar o tempo que já decorre, aprovámos na reunião de Câmara a renda daquele imóvel e as obras necessárias de adaptação, no valor de cerca de 42 mil euros, para rapidamente a UCC vir ali a ser instalada”, referiu a autarca abrantina.

O protocolo a celebrar entre o Município e a Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo foi aprovado, ontem, por unanimidade

A UCC vai nascer no primeiro andar da antiga Casa de Saúde, no Alto de Santo António, e o Município irá assim assumir as obras e a renda até que “a ARSLVT tenha condições para poder assumir o encargo e despesa”, adiantou a presidente.

No que diz respeito ao hospital de Abrantes, Maria do Céu Albuquerque referiu que com esta operação fica liberto “o espaço ocupado pelos cuidados primários, criando condições para que a consulta externa possa transitar para aquele espaço”. Assim, hoje o espaço dedicado à consulta externa poderá ser utilizado “para ampliar a grande urgência”, avançou ainda a autarca.

Segundo a página oficial da ARSLVT, uma Unidade de Cuidados na Comunidade “presta cuidados de saúde e apoio psicológico e social de âmbito domiciliário e comunitário, essencialmente a pessoas, famílias e grupos mais vulneráveis em situação de maior risco ou dependência física e funcional ou doença que requeira acompanhamento próximo. E atua na educação para a saúde, na integração em redes de apoio à família e na implementação de unidades móveis de intervenção”.

“A equipa da UCC é composta por enfermeiros, assistentes sociais, médicos, psicólogos, nutricionistas, fisioterapeutas, terapeutas da fala e outros profissionais consoante as necessidades e disponibilidades de recursos”, pode ler-se.

2018-05-16
Quinta, dia 16 de Agosto de 2018
PUB
Mercar
Agosto 2018
PUB
Bild Corp - Web + Vídeo