Pesquisa Rápida

Abrantes: Comissão de Utentes defende unidades móveis de saúde e melhorias no CHMT

2019-04-12

A Comissão de Utentes dos Serviços Públicos de Abrantes reuniu na quinta-feira, dia 11 de abril, com a Câmara Municipal para debater a prestação de cuidados de saúde na região.

Na reunião estiveram presentes também membros da Comissão de Utentes do Médio Tejo, entre os quais o porta-voz, Manuel Soares, que, em entrevista à Antena Livre, deu conta dos motivos que levaram à realização deste debate:

Nós viemos defender duas questões: os cuidados primários de saúde têm essencialmente que ver com as questões de proximidade, daí que nós achemos que todas as freguesias deviam ter atendimento médico, assim como é tempo de pensar em instalar, nem que seja numa fase piloto, as unidades móveis de saúde que possam visitar o conjunto das aldeias de todo o concelho.

Manuel Soares apontou alguns dos problemas que existem a nível de saúde em Abrantes, como “a necessidade de as obras da urgência médico-cirúrgica [do CHMT] começarem o mais depressa possível e também que seja instalado no CHMT um equipamento de ressonância magnética” e também “ a questão dos transportes inter-hospitalares” em que “as Câmaras poderão dar um contributo”, defende.

O porta-voz da Comissão de Utentes do Médio Tejo falou também das 12 mil assinaturas entregues pelas comissões de utentes do Médio Tejo no Ministério das Infraestruturas na passada quarta-feira, contra o pagamento de portagens da A13 e A23, destacando que este ato tem também a ver “com as questões da deterioração das vias secundárias, nomeadamente aquelas que passam pelas zonas urbanas, e que se relaciona com um verdadeiro perigo de saúde pública que é a sinistralidade rodoviária”.

Manuel Soares

A Comissão de Utentes do Médio Tejo reuniu com a vereadora da Câmara Municipal de Abrantes com o pelouro da saúde, Celeste Simão, e o porta-voz admite que a responsável está “sensibilizada” para com as questões colocadas.

[A vereadora Celeste Simão] está sensibilizada para isso e tem todo o interesse em trabalhar connosco, atendendo a que a Câmara também tem algumas responsabilidades em termos de saúde, e para nós é importante que os órgãos eleitos localmente aceitem e queiram colaborar com as estruturas de utentes que trabalham normalmente nesta área e têm propostas próprias para rentabilizar os meios que existem no sentido de haver mais cuidados de saúde em termos de proximidade e de qualidade”, diz Manuel Soares.

Para junho deste ano ficou marcada uma nova reunião no sentido de debater novas informações e medidas que possam ser tomadas no sentido de serem cumpridos os objetivos da Comissão de Utentes do Médio Tejo até ao final do ano.

Também presente nesta reunião esteve o presidente da União de Freguesia de Rossio ao Sul do Tejo e São Miguel do Rio Torto, Luís Alves, que fez um balanço desde que foi anunciado há cerca de um mês o regresso de um médico e um enfermeiro para prestação de cuidados médicos de saúde primários a São Miguel.

Em declarações à Antena Livre, Luís Alves disse que as coisas “têm corrido bem” e que a resolução do problema foi possível uma vez que “temos um novo presidente [de Câmara Municipal] que é muito mais próximo das pessoas e dos seus problemas e foi decisivo para nos ajudar”.

O autarca destacou ainda que o caminho a seguir é o de “levar a saúde às pessoas e não trazer as pessoas à saúde” e defendeu a implementação de unidades móveis de saúde.

Luís Alves

 

2019-04-12
Segunda, dia 22 de Abril de 2019
PUB
Mercar
Jornal de Abrantes abril 2019
PUB
Bild Corp - Web + Vídeo