ESPECIAL COVID-19

Mação: Câmara lança empreitada de requalificação da entrada da vila

2016-07-14
DSCF8257.JPG
DSCF8257.JPG

Vasco Estrela, presidente da CM de Mação, adiantou à Antena Livre, que foi aprovado, na reunião de câmara desta quarta-feira, o lançamento da empreitada de requalificação da entrada sul da vila, num investimento a rondar 1 ME.

O concurso público será lançado ainda esta semana, sendo que a obra deverá arrancar para breve, segundo avançou o autarca maçaense.

“Os objetivos [da obra] são resolver problemas que temos no inverno com as águas pluviais, sendo que surgem autênticas poças de água que ficam na entrada da vila. Fruto de várias obras que foram feitas ao longo dos anos por outras entidades, algumas coisas nunca ficaram devidamente arranjadas, temos de fazer a drenagem das águas pluviais que não é feita de forma conveniente, vamos proceder ao alargamento e requalificação da ponte que está na entrada, que é extremamente apertada para camiões, vamos alindar e pretendemos reformular a iluminação pública que não é a mais adequada. Vamos tentar dar outra dignidade à entrada da vila”, explicou Vasco Estrela.

Obras a iniciar no concelho

Vasco Estrela referiu que durante o mês de julho é intenção da autarquia lançar outro concurso público que diz respeito à “criação do Centro de Negócios e o Ninho de Empresas na zona industrial”, num investimento de cerca de 2 ME.

“O que pretendemos fazer naqueles 4.000 metros de área coberta é possibilitar a criação de empresas dos mais variados âmbitos e áreas. Podem ali começar a desenvolver as suas atividades, em espaços autónomos, com alguns espaços comuns, como áreas administrativas, salas de reuniões e refeitórios. Portanto a nossa ideia é ter ali um espaço, que no máximo permitirá a criação ou poderá ser usufruído por 28 empresas e que vai permitir que as que estão em início de atividade possam optar por ali se instalar, ficando desoneradas de investimentos avultados, em termos de instalações ou aquisição de um terreno”, disse o presidente.

“Estamos somente a falar de investimento autárquico. A Câmara contraiu já um empréstimo para ter capacidade de pagar as obras e não para as mandar fazer e não as pagar e dentro da nossa capacidade de endividamento está resolvido. No que diz respeito à entrada sul de Mação, temos a expectativa de no âmbito do Plano de Ação para a Regeneração Urbana (PARU) podermos vir a ter alguns fundos para esta intervenção”, finalizou Vasco Estrela.

Crédito: CM Mação

2016-07-14
Mercar
PUB

Jornal de Abrantes

Jornal de Abrantes outubro 2021
PUB
Bild Corp - Web • Vídeo