ESPECIAL COVID-19

Autárquicas: Vasco Estrela (PSD) recandidata-se a um segundo mandato

2017-02-22

O atual presidente da Câmara de Mação, Vasco Estrela, vai-se recandidatar pelo PSD nas eleições autárquicas de 2017, assumindo este segundo mandato como a "continuidade a um projeto" iniciado em 2013.

Com a sua candidatura já aprovada pela assembleia distrital do PSD e homologada pela Comissão Política Nacional, Vasco Estrela, 45 anos, militante de base, advogado de formação e que está a concluir o seu primeiro mandato, disse à agência Lusa pretender dar continuidade a um projeto que apresentou em 2013 e que ainda apresenta objetivos por cumprir para Mação, município que, desde que existem eleições livres e democráticas, tem sido sempre gerido pelas diretrizes do PSD e da extinta Aliança Democrática (AD).

"Esta equipa tem um projeto, ideias e objetivos por cumprir e, nesse sentido, apresento-me aos eleitores para que se pronunciem sobre o trabalho desenvolvido e o projeto que propomos para o desenvolvimento do concelho de Mação", no distrito de Santarém, afirmou.

Natural de Mação, casado e com três filhos, Vasco Estrela apontou as áreas da "ação social, indústria, educação, cultura e conhecimento" como as suas prioridades, tendo destacado a "importância da valorização do território", com cerca de 400 quilómetros quadrados e uma vasta mancha florestal, "para o potenciar da economia ao nível da floresta, ambiente, turismo e produtos endógenos", como o presunto, o azeite, os enchidos, o vinho e o mel, entre outros.

O autarca advogado, que também é provedor da Santa Casa da Misericórdia de Mação, referiu ainda o "apoio social às famílias" como um fator determinante, assim como o "incentivar ao empreendedorismo e a criação de riqueza e emprego", tendo apontado para um "Ninho de Empresas e um Centro de Negócios, dois investimentos em curso" como sendo projetos que vão permitir conferir novas dinâmicas ao tecido empresarial da região.

As preocupações de Vasco Estrela centram-se, essencialmente, na "necessidade de um efetivo reordenamento do território e da área florestal e no encontrar de respostas para um despovoamento contínuo" que afeta o país, de modo geral, e Mação, em particular.

"Essa é uma preocupação diária e que a todos deve preocupar porque, a manter-se esta tendência, a situação é verdadeiramente dramática", frisou.

Em 2013, em 6.887 eleitores inscritos, o PSD obteve 52,7 % dos votos e o PS 35,7%. O executivo municipal é composto por três vereadores do PSD e dois do PS.

Lusa

2017-02-22