ESPECIAL COVID-19

Luis Peixoto e Aníbal Melo são mandatários do movimento ALTERNATIVAcom (C/ÁUDIO)

2020-11-12

O movimento autárquico independente ALTERNATIVAcom assinalou o primeiro aniversário do seu lançamento [11 de novembro 2019] para fazer um balanço da sua atividade e apresentar os seus mandatários político e sénior.

Luís Peixoto, médico e ex-deputado do PCP, foi candidato à Câmara Municipal de Abrantes tendo sido vereador na década de 90, é o mandatário político do movimento independente. Não esteve presente, mas deixou uma mensagem de confiança na equipa e no projeto encabeçado por Vasco Damas. Nesta mensagem escrita, Luís Peixoto disse que “a abstenção é um problema sobre o qual importa refletir e que necessita de resposta. Em meu entender, uma das formas de abordar e tentar inverter esta realidade, passa, possivelmente, por candidaturas fora da esfera partidária”. E depois voltou-se para a candidatura de um grupo de cidadãos: “Candidaturas não comprometidas com programas partidários, nem sempre ajustados às realidades locais, mas comprometidas em exclusivo com as necessidades do concelho e das populações nele residentes”.

Luís Peixoto

Aníbal Melo

Na conclusão da mensagem afirmou que o movimento liderado por Vasco Damas é “uma alternativa séria, importante, democrática, construtiva e dialogante, capaz de contribuir para o desenvolvimento do concelho de Abrantes, sem aspiração a ascensão a cargos políticos supra concelhios, moldando os possíveis eleitos a sua atuação, em função dessas aspirações”.

Aníbal Melo foi apresentado como mandatário sénior do movimento. Recorde-se que foi presidente da Junta de Freguesia de S. Vicente (Abrantes) durante cinvo mandatos, eleito pelo partido socialista.
Esta apresentação foi feita no dia em que o movimento se constituiu como associação, designando-se como “ABRANTEScom Alternativa - Associação para a Democracia e o Desenvolvimento”.
E foi também o dia em que Vasco Damas fez o balanço de um ano desde que foi feita a apresentação pública do movimento que se vai apresentar a eleições em outubro do próximo ano.

Depois apresentou um resumo dos últimos 12 meses com a “objetividade do trabalho desenvolvido” e elencou todos os temas sobre os quais o movimento emitiu comunicados e posições públicas, utilizando os meios digitais. Aliás, Vasco Damas, revelou que a pandemia obrigou a um ajustamento da estratégia que tinham preparado para 2020 e que passaria pela realização de jantares com debates temáticos em todas as freguesias. Era uma forma de “mostrar” o projeto e, ao mesmo tempo, perceberem aquilo que as pessoas efetivamente pretendem para as suas terras.
E disse ainda que “tornámos pública a nossa opinião, e não nos limitámos a identificar os problemas, tendo, em cada uma delas, sugerido aquilo que entendemos serem as melhores soluções para o concelho e para a região”.
No seguimento do trabalho, Vasco Damas disse que foram recebidos pelos presidentes das Câmaras Municipais de Mação e do Sardoal porque “a nossa visão do território e da região não se limita às fronteiras do nosso concelho, acreditando que podemos ganhar escala para que o interior não seja esquecido e, assim, todos fiquemos a ganhar”. E revelou ainda ter tido reuniões com a Associação Comercial e Empresarial e da NERSANT porque “acreditamos que o aumento de uma dinâmica comercial, industrial e de serviços contribuirá para a criação de emprego, o que terá um efeito positivo na atual hemorragia demográfica que continua a ser uma ameaça para o futuro da cidade e do concelho”.

Vasco Damas deixou ainda uma palavra para o jovem João Gaio e Silva, pela colaboração. O jovem apresentou um documento com “45 ideias para a Juventude” que serão a base do nosso programa do movimento e que será apresentado noutro momento.
Nas freguesias Vasco Damas revelou que encontrar pessoas nas freguesias tem sido mais difícil do que aquilo que pensava, mas é um trabalho que está a ser feito. Destacou que o ALTERNATIVAcom tem intenção de estar alinhado com os movimentos independentes em três freguesias “Rio de Moinhos, Tramagal e Mouriscas”, embora ainda não haja uma decisão final sobre a forma como vai ser expresso os entendimentos. O ALTERNATIVAcom entende que já havendo movimentos independentes não fará sentido criar outro movimento, mas isso não impede o trabalho que está a ser feito ao nível das redes sociais. “Criámos uma página para cada freguesia por forma a poder ouvir as pessoas”, disse Vasco Damas.

Sobre a constituição das listas revelou que é um trabalho que está a ser feito, apesar de todas as contingências decorrentes da pandemia, e sobre a apresentação de programa eleitoral ou projetos Vasco Damas apontou o trimestre anterior às eleições que, previsivelmente, deverão ser agendadas para outubro. “Estamos a trabalhar para identificar as pessoas certas, que tenham o perfil com nós identificamos-nos e que possam ser os nossos representantes para formar as equipas independentes nas freguesias”.
Quando questionado sobre as duas grandes preocupações do movimento em Abrantes Vasco Damas apontou a recuperação de uma identidade perdida “fundamental para que possamos comunicar e vender Abrantes” e o estancar a hemorragia demográfica “aumentando a fixação da população jovem”.

Nesta iniciativa o ALTERNATIVAcom teve a presença de outros elementos que integram o movimento, como Rui André, José Rafael Nascimento e André Grácio, para além do mandatário sénior Aníbal Melo.
Seja como for Vasco Damas deixou claro que o movimento está a crescer e pretende continuar a acrescentar contributos dos cidadãos, porque quando apresentar o programa eleitoral quer apresentar as necessidades e anseios da população.

2020-11-12