ESPECIAL COVID-19

Autárquicas 2021 | Abrantes: Movimento ALTERNATIVAcom apresentou equipas e ideias base do programa (C/ÁUDIO)

2021-09-06
Cabeças de lista do movimento
Cabeças de lista do movimento

O movimento independente ALTERNATIVAcom, liderado por Vasco Damas, apresentou no último sábado as listas e as linhas gerais da candidatura aos órgãos autárquicos de Abrantes. O movimento avança à Câmara e Assembleia Municipal e a quatro freguesias em nome próprio e apresentou apoios a outras cinco.

Vasco Damas apresentou os motivos desta candidatura: Abrantes tem maior número de desempregados da região, representando 25% do desemprego total do Médio Tejo; tem maior quebra demográfica, bem como aquele que perde mais população quando comparado com os 114 concelhos com dimensão idêntica a nível nacional; é o concelho onde se paga mais caro, a fatura-ambiente da água; os indicadores da educação revelam números acima da média da região, tanto no insucesso como no abandono escolar; não tem uma sala de espetáculos; não existe cultura de preservação do nosso património, sendo o edifício do mercado diário em Abrantes, o Ecomuseu em Martinchel e a Escola das Mouriscas, três tristes exemplos desta realidade; regista uma população cada vez mais idosa, tendo, em 6 anos, passado de 22 para 29% a população residente com mais de 65 anos e tem centros históricos da cidade e das freguesias urbanas repletos de casas devolutas e em ruínas.

Quando aos objetivos o candidato do movimento independente esclarece que “queremos recuperar a identidade da nossa cidade e do nosso concelho, que queremos mais empresas e mais emprego, (…) em síntese, queremos que Abrantes tenha mais e melhor, para voltar a ser aquilo que já foi, uma cidade conhecida e reconhecida”.

  

Vasco Damas

O mote do ALTERNATIVAcom aponta à identidade. Disse Vasco Damas que: “Abrantes tem potencial para muito mais. Não temos praia, mas a nossa centralidade coloca-nos a menos de uma hora do litoral, a pouco mais de uma hora de Lisboa, a menos de três horas do Porto e a cerca de 4 horas de Madrid. A N2, a N3 a N118 e a A23 são acessibilidades que nos permitem afirmar que “todos os caminhos vão dar a Abrantes”. A ferrovia também ajuda com várias estações distribuídas pelo concelho e somos envolvidos pelos rios Tejo a meio e pelo Zêzere a norte. Em complemento, a nossa gastronomia, a nossa doçaria e a qualidade dos nossos vinhos e dos nossos azeites, bem complementados por um aumento da quantidade e da qualidade da nossa restauração, dão a Abrantes uma vantagem competitiva que tem de ser aproveitada e comunicada”.

Nas propostas apresenta a promoção das três zonas industriais em Abrantes, Pego e Tramagal com uma procura ativa de investimento externo e, entre outros, com a agilização nos processos de licenciamento.

Sobre a fatura de Ambiente Vasco Damas renova a proposta de assumir “o compromisso de reduzir o valor pago entre 15 a 20% para a MAIORIA dos abrantinos, no decorrer do 1º ANO de mandato, e que se manterá durante os 4 anos de mandato”.

O líder do movimento quer diversificar a oferta do ensino superior e disse que “é possível ousar sonhar com uma sala de espetáculos moderna e funcional, que seja um verdadeiro Centro Cultural que nos permita acreditar e realizar uma “Cultura de Cultura”, e que, em complemento, albergue a “Sala das Artes”.

Vasco Damas avança depois para números e diz que há recursos financeiros para desenvolver as ideias que apresentam. “Nos últimos 4 anos, o orçamento da Câmara Municipal de Abrantes ascendeu a 147 milhões e 300 mil euros”.

E acrescenta ainda que “num cenário de 3 mandatos autárquicos – 12 anos se preferirem, estaremos a falar de 500 milhões de euros. Pensemos nisto. Com programa, com estratégia e com a devida gestão de prioridades, Abrantes tem Alternativa e tem futuro”.

Vasco Damas

O candidato do ALTERNATIVAcom revelou ainda que vai apresentar o programa eleitoral no dia 14 de setembro e revelou os nomes que concorrem à Câmara Municipal: Vasco Damas, Ana Salgueiro, André Grácio, Sandro Amaro, Patrícia Ribeiro, Miguel Barreira e Marta Helena Silva.

No final da intervenção deixa um apelo aos cidadãos que têm feito da abstenção o seu modo de vida em momentos eleitorais: “Ao contrário daquilo que muitos creem, cada voto conta, e se cada um de nós tiver a capacidade de influenciar os núcleos onde interagimos – refiro-me ao familiar, ao profissional e ao social, podemos, em conjunto, derrotar um dos grandes inimigos da democracia – refiro-me obviamente à abstenção”.

 

Vasco Damas

No início da intervenção Vasco Damas fez referência aos nomes que foram a base do movimento no seu lançamento e revelou que “apesar de alguns já não pertencerem formalmente ao ALTERNATIVAcom, sem eles e sem a sua motivação inicial, hoje não estaríamos aqui. Não ficaria bem com a minha consciência, se me esquecesse deles neste momento”. 

Para a Assembleia Municipal avançam José Rafael Nascimento Cristina Coxinho, Sónia Pedro, Clara Almeida, Paulo Carneiro, Fátima Ruela e Maria José.

O candidato à Assembleia Municipal apresentou a proposta que vai defender e que é a alteração ao Regimento do órgão “com vista a facilitar o acesso, acompanhamento e participação dos cidadãos nas sessões públicas da Assembleia Municipal. E que as sessões da Assembleia Municipal não se esgotem em procedimentos administrativos e burocráticos, e possam ver o seu trabalho enriquecido com o debate periódico do estado do Município e das diversas políticas autárquicas setoriais”.

José Rafael Nascimento

O ALTERNATIVAcom avança com candidaturas a Abrantes e Alferrarede (Sónia Pedro), S. Miguel e Rossio ao Sul do Tejo (Clara Almeida), S. Facundo e Vale das Mós (José Rafael Nascimento) e Martinchel (Maurícia Rei).

Nas freguesias o movimento vinculou o seu apoio aos independentes de Rio de Moinhos (Rui André) e Tramagal (António José Carvalho) e deixou ainda o apoio às candidaturas de Álvaro Paulino (PSD) na União de Freguesias de Aldeia do Mato e Souto, de Eduardo Jorge (BE) na União de Freguesias de Alvega e Concavada e de António Louro (CDU) na freguesia de Mouriscas.

2021-09-06

Galeria de imagens