Município Abrantes
PUB

Assembleia Municipal/Sardoal: Programa de apoio aos medicamentos já apoia três agregados familiares

29/06/2017 às 00:00

O Programa abem, um programa que pretende dar resposta aos problemas de acesso ao medicamento, foi um dos temas que norteou a Assembleia Municipal de Sardoal, realizada na quarta-feira, dia 28, no Centro Cultural Gil Vicente.

Antes da ordem do dia, Miguel Catalão Alves, deputado do PS, questionou o Presidente da Câmara, Miguel Borges, sobre o assunto. Em concreto, o deputado quis saber quantas famílias do concelho já tinham sido comtempladas pelo programa de apoio ao medicamento.

Em resposta, Miguel Borges referiu que já foram contemplados três agregados familiares. O autarca reforçou que Sardoal é um dos “cinco municípios pioneiros do programa” e que esse facto “é motivo de orgulho”.

O Programa abem decorre da seguinte forma: o processo de cada agregado familiar é analisado, numa primeira fase, pelo Município, de seguida enviado para a Associação Dignitude e depois é feito um cartão que é entregue à família comtemplada. “Os cartões chegaram recentemente, há cerca de uma semana, e as famílias neste momento já estão a usufruir da ajuda dos medicamentos”, referiu o autarca sardoalense.

O presidente explicou ainda que existem pessoas que “são identificadas” e que acabam por ser contempladas pelo Programa abem. Contudo, existem outro tipo de carências e, por isso, é necessário “cruzar dados” e estudar caso a caso.

O Programa abem funciona em estreita parceria com as farmácias e, segundo o presidente, só recentemente é que uma farmácia do concelho respondeu afirmativamente ao desafio.

Um munícipe carenciado pode ter os medicamentos que precisa “sem limite de valor, nem idade. É estarmos a ajudar as pessoas de uma forma clara e inequívoca de acordo com o que as pessoas necessitam”, reforçou Miguel Borges.

Os agregados familiares “estão muito satisfeitos”, pois têm atualmente “um cartão e podem comprar os medicamentos a custo zero”. O autarca sardoalense disse existir ainda algum receio por parte das famílias em procurar este tipo de apoio, contudo o Município tem feito um trabalho de sensibilização junto dos mais carenciados.

A comparticipação por munícipe por parte da CM de Sardoal é de 80 euros anuais, o restante valor é suportado pela Associação Dignitude.

Recorde-se que o Programa abem: Rede Solidária do Medicamento é o primeiro programa dinamizado pela Associação Dignitude e pretende dar resposta aos problemas de acesso ao medicamento motivados pelo atual contexto socioeconómico.

O abem: resulta de várias parcerias instituídas com entidades a nível local - autarquias, IPSS e outras instituições da área social.

A sessão da Assembleia Municipal de Sardoal foi ainda marcada por um minuto de silêncio em homenagem às vítimas do incêndio de Pedrogão Grande, no passado dia 17 de junho.

 

Fátima Saraiva_Estagiária ESTA

Partilhar nas redes sociais:
PUB
Capas Jornal de Abrantes
Jornal de Abrantes - agosto 2022
Jornal de Abrantes - agosto 2022
PUB