ESPECIAL COVID-19

COVID-19: Casa de acolhimento em Alvega com três infetados transferidos para o Hospital de Abrantes (C/ÁUDIO)

2020-09-09

O Médio Tejo tem o registo de mais quatro novos infetados no dia que Portugal voltou a ter números como não tinha desde abril, 646 pessoas com COVID-19.

Estes quatro novos casos do Médio Tejo foram registados em Abrantes (dois), em Ourém e em Tomar.

A Antena Livre sabe que estes casos do concelho de Abrantes foram registados num lar particular ou casa de acolhimento de idosos na freguesia de Alvega e que esta tarde os dois utentes deste espaço, que acusaram positivo no teste ao SARS-COV-2, foram transferidos para a unidade de acolhimento de doentes COVID do Hospital de Abrantes.

O primeiro caso relacionado com este lar tinha sido identificado esta terça-feira a meio da tarde. De acordo com a coordenadora da Unidade de Saúde Pública do Médio Tejo, Maria dos Anjos Esperança, ontem estavam ainda a ser feitas as ligações desse doente a outras pessoas. É a partir desse caso que se avança na investigação no sentido de saber quantas pessoas e quais é que têm de fazer os testes ao coronavírus no imediato e quais as pessoas que ficam, ou não, em isolamento profilático, por terem contactado com os casos positivos.

Entretanto, a delegada de Saúde do Médio Tejo já confirmou à Antena Livre que os dois casos positivos de hoje (quarta-feira) e o de ontem (terça-feira) do concelho de Abrantes foram detetados numa casa de acolhimento de idosos em Alvega.

A médica confirmou igualmente que os idosos foram transportados para o Hospital de Abrantes. O caso de ontem por necessidade de cuidados médicos já os dois de hoje foram para a enfermaria COVID do Hospital de Abrantes.

Maria dos Anjos Esperança confirmou ainda que todos os outros utentes de funcionários da casa de acolhimento fizeram testes e os resultados foram negativos.

Em Ourém o caso reportado hoje é de uma funcionária de um lar de idosos e há a indicação de que estão a ser feitos testes a todos os residentes naquele espaço.

Já em Tomar trata-se de um profissional que lida com doentes COVID e que foi infetado com o vírus.

Maria dos Anjos Esperança

O Médio Tejo tem nesta quarta-feira, dia 9 de setembro, 63 pessoas em vigilância ativa nos concelhos de Abrantes (16), Alcanena (6), entroncamento (10), Mação (1), Ourém (6), Tomar (16) e Torres Novas (8).

Desde que começou a pandemia o Médio Tejo tem 425 pessoas que já estiveram infetados e recuperaram da COVID-19.  

O ACES Médio Tejo abrange a área territorial de 11 municípios com cerca de 235 mil utentes. Abrange as unidades de saúde de Abrantes, Alcanena, Constância, Entroncamento, Ferreira do Zêzere, Mação, Ourém, Sardoal, Tomar, Torres Novas e Vila nova da Barquinha, numa área territorial de 2.706,10 Km's quadrados.

Já os concelhos da Sertã e Vila de Rei que fazem parte do Médio Tejo na divisão político-administrativa em termos de saúde pertencem ao ACES do Pinhal Interior Sul que abrange ainda os concelhos de Proença-A-Nova, Oleiros e cerca de 30 mil utentes.

 

 

 

2020-09-09