ESPECIAL COVID-19

Covid-19: Funcionários de creche na Sertã vão ser testados após criança acusar positivo

2020-07-30

Os 37 funcionários da creche "O Pinheiro", na Sertã, vão ser submetidos a testes à covid-19 após uma criança de três anos ter acusado positivo, disse hoje à Lusa o provedor da Santa Casa da Misericórdia da Sertã.

"Os 37 funcionários estão todos em quarentena e vão fazer testes para a semana", disse hoje à noite à Lusa o provedor da instituição particular de solidariedade social da Sertã, no distrito de Castelo Branco, tendo acrescentado que, depois de encerradas todas as valências decorreu uma reunião ao final da tarde com a Delegada de Saúde do Pinhal Interior onde ficou decidido que "todos os funcionários vão fazer testes para a semana" e que as crianças "não vão fazer testes, para já".

Segundo Tavares Fernandes, além da creche, a ordem de encerramento abrange o jardim de infância e o CATL-Centro de Atividades de Tempos Livres, que acolhem um total de "cerca de 130 crianças", adiantou o provedor, referindo que trabalham nestas três valências 37 colaboradores da Santa Casa da Misericórdia da Sertã.

De acordo com o provedor, a criança de três anos que testou positivo à covid-19 encontra-se assintomática, assim como os pais, residentes na Sertã, e que também estão infetados.

Após o resultado do teste da criança, a delegada de saúde regional determinou hoje o encerramento da creche, jardim de infância e CATL "O Pinheiro", informou Tavares Fernandes, dando conta que durante os próximos 14 dias todos os funcionários e as 130 crianças ficam em casa, em quarentena.

"As crianças vão ficar em casa, sendo vigiadas pelos pais, e se tiverem sintomas [da doença] será contactada a Delegada de Saúde para a eventual realização de testes à covid-19", adiantou.

A Lusa tentou contactar a delegada do Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) Pinhal Interior Sul, Manuela Vaz, mas até ao momento não foi possível.

"Não temos ninguém com sintomas", avançou Tavares Fernandes, referindo que as crianças com contactos mais próximos da infetada são cerca de 30, repartidas por duas salas, mas que fazem o dormitório em conjunto.

Portugal contabiliza pelo menos 1.725 mortos associados à covid-19 em 50.613 casos confirmados de infeção, segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Lusa

2020-07-30