ESPECIAL COVID-19

Médio Tejo ultrapassa barreira dos 17 mil infetados com mais 51 novos casos (C/ÁUDIO)

2021-11-23

A Unidade de Saúde Pública do Médio Tejo (USPMT) registou nas últimas 24 horas mais 51 pessoas infetadas com SARS-CoV-2 na sua área territorial. O número total de casos registados desde o início da pandemia na região é de 17 023.

Estes novos casos positivos foram anotados pelos laboratórios em Abrantes (5), Entroncamento (11), Ferreira do Zêzere (4), Ourém (8), Tomar (15), Torres Novas (6) e Vila Nova da Barquinha (2).
O número de pessoas recuperadas da doença é nesta altura de 15 748. O número de óbitos também foi atualizado e é de 407.

Com a atualização dos dados, o número de casos ativos no Médio Tejo é nesta terça-feira, dia 23 de novembro, de 868 e estão localizados em Abrantes (57), Alcanena (29), Constância (17), Entroncamento (152), Ferreira do Zêzere (28), Ourém (188), Sardoal (3), Tomar (120), Torres Novas (235) e Vila Nova da Barquinha (40).

O número de pessoas que estão em confinamento por terem contactado com infetados é de 916, ou seja uma subida em relação a segunda-feira. As pessoas a quem foi decretada a quarentena, devem ficar em isolamento em casa. Desde que começou a pandemia que a USPMT já decretou um total de 12 930 confinamentos e deu alta do isolamento a 11 990 pessoas.

As 916 pessoas em vigilância ativa, esta terça-feira, estão confinadas em Abrantes (80), Alcanena (31), Constância (14), Entroncamento (109), Ferreira do Zêzere (43), Mação (74), Ourém (167), Sardoal (2), Tomar (113), Torres Novas (264) e Vila Nova da Barquinha (19).

Manuel Jorge Valamatos, presidente de Câmara Municipal de Abrantes, revelou na reunião do executivo municipal desta terça-feira, dia 23 de novembro, que a situação continua a ser preocupante, tanto mais que Abrantes tem mais de meia centena de casos ativos.

E deu conta que os casos de ontem, segunda-feira, tem a ver com infeções numa residência sénior.

O presidente da Câmara de Abrantes adiantou também os números da vacinação no concelho assim como dos transportes efetuados para vacinar os idosos.

Manuel Jorge Valamatos

Portugal regista hoje mais 2.560 novos casos de infeção pelo coronavírus SARS-CoV-2 e 14 mortes associadas à covid-19, além de um novo crescimento do número de internados em enfermaria, segundo dados oficiais.

De acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS) divulgado hoje, estão agora internadas 649 pessoas, mais 21 do que na segunda-feira, das quais 93 em unidades de cuidados intensivos, o mesmo número da véspera.

Das 14 mortes, duas ocorreram no Norte, quatro no Centro, quatro em Lisboa e Vale do Tejo, uma no Alentejo, uma no Algarve e duas na Madeira.

Os óbitos ocorreram nas faixas etárias entre os 50 e os 59 anos (uma), os 60 e 69 anos (duas), entre os 70 e 79 anos (sete) e entre os idosos com mais de 80 anos (quatro), indica a DGS.

O maior número de óbitos continua a concentrar-se entre os idosos com mais de 80 anos (11.968), seguindo-se as faixas etárias entre os 70 e os 79 anos (3.933) e entre os 60 e os 69 anos (1.673).

2021-11-23