Município Abrantes
PUB

Peregrinação Fátima: Operação Fátima transmite "confiança e segurança" aos peregrinos - ministro

12/05/2022 às 19:49

O ministro da Administração Interna expressou hoje uma “mensagem de confiança e de segurança” às pessoas que se deslocam para Fátima, após visitar os dispositivos de segurança e proteção civil da peregrinação de maio ao santuário.

“Antes de mais [quero] transmitir uma mensagem de confiança e de segurança àqueles e àquelas que se dirigem para aquele que é um dos maiores centros espirituais do mundo”, afirmou José Luís Carneiro, no Colégio de São Miguel, em Fátima, onde a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil tem um posto instalado, depois de ter estado no posto da Guarda Nacional Republicana (GNR) da cidade-santuário.

O governante, que estava acompanhado da secretária de Estado da Proteção Civil, Patrícia Gaspar, agradeceu aos profissionais que integram a “estrutura muito vasta de proteção civil” que inclui “uma força muito significativa” da GNR.

“Estamos a falar de cerca de 700 elementos que desde o dia 30 de abril têm vindo a acompanhar os fluxos que de todo o país - e até numa ação de cooperação também com a Espanha tem vindo a ser desenvolvida - tendo em vista garantir que todo o percurso dos peregrinos se faz em segurança e em condições de bem-estar”, salientou.

José Luís Carneiro realçou, também, a estrutura de proteção civil que envolve cerca de 300 elementos, “onde estão várias forças e serviços, desde a saúde e a emergência médica até aos centros de comunicações”.

O ministro da Administração Interna destacou, ainda, o papel das autarquias, considerando que “são muito importantes” neste “esforço coletivo”.

“Há que transmitir uma mensagem de confiança, quer no que diz respeito às condições de acesso, quer depois nas condições também de promoção do apoio e do bem-estar àqueles que aqui acorrem por razões que merecem todo o nosso o respeito e todo o nosso apoio enquanto administração do Estado, administração pública, central, local, mas também esforços da própria sociedade civil, porque são muitas as instituições, nomeadamente de voluntariado, que aqui se encontram também para apoiar os peregrinos”, adiantou.

Questionado se esta operação é um bom teste à Jornada Mundial da Juventude em 2023, em Lisboa, com a presença do papa, que tenciona ainda visitar Fátima, o governante observou que “as estruturas nacionais de proteção civil e também de segurança têm já uma prática consolidada, não apenas que demonstra uma capacidade de planeamento, mas uma grande também capacidade de implementação, de monitorização e de avaliação de resultados, de envolvimento de diferentes atores de vários níveis de administração”

“A preparação (…) está em curso com as forças e serviços de segurança e de proteção civil e muito em breve haverá mesmo uma avaliação do estado de situação dessa preparação daquilo que será talvez um dos mais importantes encontros mundiais de juventude”, declarou.

A peregrinação de 12 e 13 de maio ao Santuário de Fátima é presidida pelo arcebispo Edgar Peña Parra, substituto da Secretaria de Estado do Vaticano.

Esta peregrinação “marca o regresso de uma série de iniciativas próprias das peregrinações de verão, como o acolhimento dos doentes e dos peregrinos a pé”, informou o Santuário de Fátima, explicando que, “nos últimos dois anos, devido à pandemia, não foi possível oferecer estes dois serviços por razões sanitárias, mas este ano, mantendo alguma prudência como o uso da máscara no posto de socorros e no lava-pés, o Santuário e o seu grupo de voluntários acolherão estes dois grupos de peregrinos”.

Lusa

Partilhar nas redes sociais:
PUB
Capas Jornal de Abrantes
Jornal de Abrantes - junho 2022
Jornal de Abrantes - junho 2022
PUB