Antena Livre
Deseja receber notificações?

Exército: ORION24 prepara grupo de carros de combate a ser projetado para a Eslováquia em julho (c/áudio)

9/05/2024 às 10:51

O ORION24, o maior exercício do Exército Português, materializa o emprego da componente operacional do Exército, no âmbito de uma Operação Conjunta de artigo 5.º da NATO, de cariz conjunto e combinado, centrada na Componente Terrestre. Este exercício começou a 29 de abril e termina esta sexta-feira, dia 10 de maio.

De acordo com o Exército, o ORION24 visa promover o reforço da “integração de capacidades multinacionais, bem como a prontidão e a interoperabilidade, num conflito de alta intensidade, contando com a participação de cerca de 1.400 militares, da Força Aérea e, ainda, de países aliados, nomeadamente Eslováquia, Espanha e Roménia.

Este conjunto de operações de treino estão baseadas num cenário NATO e procura testar a integração das Forças do Exército nos mecanismos de Defesa Coletiva da Aliança, no restabelecimento da soberania e da integridade territorial dos seus membros.

Além do Exército Português, participam no exercício militares dos Exércitos da Eslováquia (52º Batalhão Aerotransportado), do Reino de Espanha (Brigada Extremadura XI) e da Roménia (Brigada Multinacional Sudoeste). A Força Aérea Portuguesa participa no ORION24, contribuindo para a exigência do planeamento e sincronização de execução das operações.

Na quarta-feira, dia 8 de maio, teve lugar na Brigada Mecanizada, em Santa Margarida, uma sessão de fogos reais com os sistemas de armas, nacionais e internacionais, que participam no ORION24. Um exercício que foi levado a cabo na carreira de tiro e que contou com um número elevado de observadores, militares e civis, de diversos países, incluindo o Ministro da Defesa Nacional, Nuno Melo, e os dois secretários de Estado.

 

Integrado neste exercício, e indo ao encontro dos compromissos internacionais assumidos por Portugal, importa destacar a certificação do Pelotão de Carros de Combate, que se constituiu como Audiência Primária de Treino, e que será projetado para a Eslováquia, em julho próximo, integrando a 1.ª Força Nacional Destacada materializando assim um incremento do reforço militar na frente leste.

Aos jornalistas e após o exercício de fogos reais o Tenente Bernardo Quintela que comanda este pelotão explicou que esta força de 24 militares vai ser a primeira força com carros de combate a ser projetada, no segundo semestre de 2024 para a Eslováquia.

Esta missão de treino coloca os militares portugueses num agrupamento espanhol, no âmbito da NATO.

Questionado sobre o facto de irem trabalhar com militares de outros dois países, o tenente referiu que a dimensão será o principal desafio: “Somos uma força muito reduzida comprando com as outras forças nacionais destacadas. Vamos trabalhar com o exército espanhol e responder ao comando. Normalmente teria um comandante de esquadrão e comandante de grupo português, aqui vou ter um comandante de agrupamento espanhol. Vai ser importante para criarmos técnicas e táticas de operar em conjunto. É essa a missão que a NATO nos traz.”

 

Tenente Bernardo Quintela 

O comandante da força a ser destacada para a Eslováquia em julho garante que em todas as missões aprendem-se sempre, quando operam com militares de outras nacionalidades.

Bernardo Quintela deu um exemplo do que pode ser melhorado. Indicou o ORION 2023, num treino com o exército francês em que ocupavam uma zona de reunião de forma diferente daquela que estava a ser realizada pelos portugueses. E isto tem a ver com os cenários que eles têm nos seus teatros de operações de treino e aqueles que são propostos nestes exercícios. A interoperabilidade é, por isso, fundamental num quadro da Organização do Tratado do Atlântico Norte.

Tenente Bernardo Quintela 

O exercício Orion24, segundo o Exército, “centra-se num exercício de prontidão, onde o Comando das Forças Terrestres fornece a estrutura de Comando e Controlo para o planeamento das forças e a execução descentralizada”, em exercício que envolve cerca de 1.400 participantes, dos quais 129 militares espanhóis, 25 romenos e 17 eslovacos.

Das viaturas que irão integrar o exercício, destacam-se carros de combate e viaturas blindadas como os Leopard 2 A6 e M113, as Pandur, as VAMTAC (viaturas de rodas 4x4), ou as Pizarro, viaturas blindadas espanholas.

 

Partilhar nas redes sociais:
Partilhar no X
PUB
Capas Jornal de Abrantes
Jornal de Abrantes - julho 2024
Jornal de Abrantes - julho 2024
PUB