ESPECIAL COVID-19

Praias Fluviais de Aldeia do Mato, Fontes, Carvoeiro e Bostelim com Bandeira Azul este ano (C/ÁUDIO E IMAGENS)

2020-05-20
Praia Fluvial do Carvoeiro
Praia Fluvial do Carvoeiro

A Bandeira Azul vai ser hasteada este ano em 360 praias fluviais e costeiras por todo o país, mais oito do que em 2019.

O anúncio das praias distinguidas este ano foi feito esta quarta-feira, 20 de maio, pela coordenação nacional do Programa Bandeira Azul, em conferência de imprensa no Aquário Vasco da Gama, em Oeiras, onde foi também deixado o pedido de responsabilidade aos veraneantes este ano no regresso ao mar.

Este ano as distinções contemplam 322 praias costeiras, mais cinco do que em 2019, e 38 fluviais, mais três do que no ano passado.

As praias estão distribuídas pelo Algarve (87), Norte (76), Tejo (57), Centro (46), Alentejo (36), Açores (42) e Madeira (16).

Declarações de José Archer, da Associação Bandeira Azul 

Na região do Médio Tejo, constam desta lista praias fluviais com Bandeira Azul: praia fluvial de Aldeia do Mato e praia fluvial de Fontes, ambas no concelho de Abrantes; praia fluvial do Carvoeiro, em Mação; praia fluvial do Bostelim, em Vila de Rei; e ainda a praia fluvial do Agroal, em Ourém.

Em suma, estas praias fluviais são distinguidas com um símbolo de qualidade ambiental por cumprirem um conjunto de critérios, como a informação e educação ambiental, qualidade da água, gestão ambiental e equipamentos e ainda segurança e serviços.

A mais experiente nestas lides é mesmo a Praia Fluvial de Carvoeiro, em Mação, que há 14 anos consecutivos que é distinguida com bandeira azul (desde 2007). Esta praia aproveita uma linha de linha de água existente num ambiente envolvente de macha florestal. Tem balneários, bar, parque de merendas, churrasqueira, toldos e estacionamento e acessibilidade para pessoas com mobilidade reduzida.

Em 2017 a zona foi devastada por um incêndio e em dezembro do ano passado fortemente destruída pela tempestade Elsa, estando agora em fase de recuperação para estar pronta para o início da época balnear.

Praia Fluvial de Carveiro (DR: AL)

Segue-se a Praia Fluvial de Aldeia do Mato, na margem esquerda do rio Zêzere, em plena albufeira de Castelo do Bode, que celebra este ano uma década de Bandeira Azul (não consecutiva). Esta praia oferece condições para os desportos náuticos, mergulho, canoagem, remo e tem uma estação de wakeboard. Permite ainda outras atividades ao longo das margens como BTT, slide, orientação, entre outros.

Praia Fluvial de Aldeia do Mato (DR: AL)

Já a Praia Fluvial do Bostelim, em Vila de Rei, conquista pela quinta vez a distinção de Bandeira Azul, neste equipamento do concelho que reúne num mesmo espaço praia fluvial e parque de campismo rural. É a única praia fluvial galardoada em todo o distrito de Castelo Branco. Localizada na fronteira entre as freguesias de Fundada e S. João do Peso, está rodeada pela natureza e por um percurso pedestre de cerca de nove quilómetros com acesso a levadas, açudes, moinhos e uma ponte centenária.

 

Atualmente, esta infraestrutura está a ser alvo de trabalhos de requalificação após os elevados danos e estragos causados pela tempestade Elsa, não havendo ainda data para a sua reabertura.

 

Praia Fluvial do Bostelim (DR: AL)

A Praia Fluvial de Fontes, por sua vez, repete este ano o feito conquistado o ano passado. Este é o segundo ano que esta praia que tem uma piscina flutuante com metro e meio de profundidade, e localizada na albufeira de Castelo do Bode, na  aldeia de Cabeça Ruiva, recebe o galardão, esperando que mais venham nos próximos nos.

A praia de Fontes tem aindaserviços de apoio, estacionamento para pessoas de mobilidade reduzida, um bar, balneários, doces, zona de lazer e iluminação pública. Representou um investimento de cerca de 150 mil euros e entrou em funcionamento a 1 de junho de 2018.

 

Praia Fluvial de Fontes: (DR: Município Abrantes)

 

Praia em tempos de pandemia. O que muda?

O mote do verão este ano é : “De volta ao mar, com a atitude de mudar”. Por isso, também a Bandeira Azul teve de fazer um esforço de adaptação:

Declarações de José Archer, da Associação Bandeira Azul 

Quanto a regulamentos de segurança, José Archer, da Associação Bandeira Azul, realçou que cabe às entidades responsáveis pela praia, pela marina ou pela embarcação galardoada implementar as regras extraordinárias no seu espaço.

“Quando há Bandeira Azul, e enquanto estiver hasteada, é seguro frequentar”, afirmou, salientado que a fruição destes espaços públicos vai depender da responsabilidade de cada um.

José Archer salientou ainda que a diversidade das praias é imensa e que quando se fala em medidas de adaptação às regras significa que as autoridades locais têm de adaptar as recomendações gerais à realidade local.

Mas também aos utilizadores, isto é, ao cidadão comum, cumpre cumprir para que este possa ser um verão em segurança:

Declarações de José Archer, da Associação Bandeira Azul 

Pode consultar todas as praias galardoadas com Bandeira Azul este ano aqui: https://bandeiraazul.abae.pt/galardoados/galardoados-2020/?fbclid=IwAR1J9mGD05aohWmw1mCqp-0YYVqiU57vkva9u6sJQW3oGXdMlKSjH_RntRs

2020-05-20