ESPECIAL COVID-19

Covid-19: Vacinação em lares do continente arrancou com uma utente de 100 anos (C/ÁUDIO)

2021-01-04

A vacinação contra a Covid-19 nos lares de idosos no continente arrancou hoje em Mação, tendo sido uma utente de 100 anos a receber a primeira das 112 vacinas a administrar em duas instituições deste concelho.


O início do processo de vacinação decorreu na Casa de Idosos de São José das Matas perante a presença de vários membros do Governo, entre os quais a ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho, num dia em que a vacinação decorre também na Santa Casa da Misericórdia de Cardigos, outro lar do concelho de Mação, abrangendo um total de 112 utentes e funcionários das duas instituições deste município do distrito de Santarém.

Ana Mendes Godinho destacou a importância deste ato e deste dia porque se iniciou o processo de vacinação daqueles que foram priorizados pelo governo. 

Ana Mendes Godinho

A ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social destacou que as cerca de 400 Brigadas de Intervenção Rápida da Segurança Social já fizeram 231 intervenções em instituições que foram afetadas por surtos de Covid-19. Recorde-se que uma dessas brigadas está a trabalhar em Mação, no lar da Santa Casa da Misericórdia que tem desde a véspera de Natal um surto com 93 infetados.

Vasco Estrela, presidente da Câmara Municipal de Mação vincou a importância para Mação e para o país do ato que aconteceu em S. José das Matas (e depois em Cardigos).

Vasco Estrela

A primeira utente vacinada, cerca das 15:10, foi Celeste Heleno, de 100 anos, seguindo-se um homem de 94 e uma mulher de 90, num total de 56 na Casa de Idosos de São José das Matas, a que se somarão outros 56, no lar da Santa Casa da Misericórdia de Cardigos.

Depois de se ter iniciado o processo no dia 27 de dezembro com a administração da primeira dose da vacina da Pfizer-BioNTech a profissionais de saúde, a ministra da Saúde, Marta Temido, tinha assegurado que a primeira fase da campanha de vacinação iria alargar-se aos lares situados nos 25 concelhos em risco extremo de incidência da Covid-19, de acordo com os dados mais recentes da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Mação é um município que passou hoje da situação de risco moderado para extremamente elevado na listagem de níveis da DGS, apresentando 973 casos confirmados por cem mil habitantes no período entre 14 e 27 de dezembro.

Com dois surtos ativos envolvendo mais de uma centena de pessoas num lar em Mação e num centro de dia em Aboboreira, o concelho de Mação apresentava no mapa epidemiológico de domingo um total de 222 indivíduos infetados pelo novo coronavírus desde o início da pandemia, cinco óbitos e 104 pessoas recuperadas da doença, com 112 pessoas em vigilância ativa.

C/ Lusa

2021-01-04