Município Abrantes
PUB

Ucrânia: Alunos da Escola Manuel Fernandes solidários com povo ucraniano (C/ÁUDIO E VÍDEO)

2/03/2022 às 11:15

Os alunos da Escola Secundária Dr. Manuel Fernandes promoveram na manhã desta quarta-feira, 2 de março, uma homenagem à Ucrânia e ao povo ucraniano. O intervalo da manhã, às 10:10, fez deslocar todos os alunos para o pátio central do “Liceu” agora denominado como Praça da Democracia. E foi aí que um grupo de alunos elevou um conjunto de cartolinas azuis e amarelas, fazendo a bandeira da Ucrânia quando a campainha tocou para um minuto de silêncio.

A ideia começou no Clube dos Direitos Humanos que rapidamente foi abraçada pela Associação de Estudantes e validada pela direção da escola.

Rita Palácio, do Clube dos Direitos Humanos, disse à Antena Livre que este é um tema “que nos toca a todos e tendo em conta o que se passa na atualidade, e como clube que pretende promover os direitos humanos, achamos sensato sensibilizar a comunidade escolar para o que se está a passar.” Por outro lado, para lá do minuto de silêncio, o apelo do clube aos alunos é para que tomem sentido às notícias sobre aquilo que está a acontecer e que procurem saber mais sobre o assunto e ajudem a Ucrânia.

“Nós condenamos veementemente a guerra e preferimos a paz a toda a guerra que possa existir. Estamos solidários com a Ucrânia e com todos os povos que defendam a paz”, vincou Rita Palácio.

Reportagem do jornalista Jerónimo Belo Jorge na escola

Alcino Hermínio, diretor da Escola Secundária Dr. Manuel Fernandes, começou por dizer que o nome do pátio central, “Praça da Democracia”, também foi sugerido pelos alunos do Clube dos Direitos Humanos, pelo que esta ação simbólica ganha ainda mais significado para a comunidade escolar.

“É importante esta ação que vamos fazer porque ela partiu dos alunos, na boa tradição desta escola, e das escolas em geral em Portugal. Recordo que quando ocorreu o massacre em Timor-Leste também foi neste mesmo pátio que fizemos um minuto de silêncio”, disse o diretor que acrescentou que “tanta coisa que se diz sobre os alunos, o papel da escola, esta ação revela que o trabalho é muito significativo e estamos a criar cidadãos atentos e participativos.”

Celeste Simão, vereadora com o pelouro da Educação na Câmara Municipal de Abrantes, esteve neste ato simbólico e disse que isto “mostra que podemos ter esperança no futuro e temos de confiar nestes jovens, que estão a dar uma lição aos adultos.”

Margarida Carvalho, a presidente da Associação de Estudantes, disse que “não conseguimos ficar indiferentes ao que se está a passar na Ucrânia e mostrar a todos, dos mais novos aos mais velhos, que apoiamos quem mais precisa."

Partilhar nas redes sociais:
PUB
Capas Jornal de Abrantes
Jornal de Abrantes - fevereiro 2023
Jornal de Abrantes - fevereiro 2023
PUB