Antena Livre
Deseja receber notificações?

Bullying: GNR une-se ao Dia Mundial de Combate ao Bullying

20/10/2023 às 12:32

No dia de hoje (20 de outubro), a Guarda Nacional Republicana (GNR), une-se na comemoração do Dia Mundial de Combate ao Bullying, no âmbito da prevenção e do combate à violência, ofensas, ameaças e qualquer tipo de intimidação em contexto escolar.

Pela relevância que representa este assunto na vida dos jovens, a Guarda pretende alertar e sensibilizar a população em geral e, em particular, as crianças e jovens, os quais serão "as mulheres e homens de amanhã". Relativamente a esta temática e com o objetivo de apelar a uma estratégia de consciencialização, esta iniciativa visa contribuir na mudança dos comportamentos da sociedade e na progressiva intolerância social fase à violência nas escolas.

Dado que a violência, na maioria das vezes, acontece fora da visão dos adultos e grande parte das vítimas esconde ou evita a denúncia e agressão sofrida, esta sensibilização será estendida aos pais, professores e funcionários, para estes conseguirem identificar os sinais de alerta que devem procurar denunciar e saber reconhecer no contexto escolar e em ambiente familiar.

“O Bullying é um conjunto de atos que servem para descrever atos de violência física ou psicológica, intencionais e reiterados, praticados por uma ou mais pessoas no contexto de uma relação desigual de poder, causando dor e angústia na(s) vitima(s). Atualmente, e associado ao recurso às novas tecnologias, nomeadamente, às redes sociais, o Bullying te assumido novos contornos, dando origem à vertente virtual do Ciberbullying”, explica a GNR em nota de imprensa.

Habitualmente, segundo informou a GNR, os sinais de alerta são silenciosos, e aconselham aos pais, professores e todos os cuidadores a estarem atentos a sinais, tais como: alterações de humor, abatimento físico e/ou psicológico, sinais de impaciência ou ansiedade, queixas físicas permanentes (dores de cabeça, de estômago, perturbações no sono, nódoas negras), irritabilidade externa ou qualquer outra mudança de comportamento.

“A GNR, desenvolve um esforço significativo naquilo que são as iniciativas relacionadas com esta temática em concreto, nomeadamente, em ações de sensibilização e campanhas, com temas associados à violência, à cidadania e não discriminação, aos direitos humanos e direitos da Criança ou regras quanto à utilização da internet”, assinalou a GNR.

Assim, no âmbito das suas competências e em matéria de prevenção criminal, a Guarda tem desenvolvido 1.285 ações de sensibilização relacionadas com o Bullying, no ano letivo de 2022/2023. Estas ações foram direcionadas a 52.652 crianças, jovens e adultos, maioritariamente em contexto escolar (dados provisórios da GNR). Destacando que no mesmo ano letivo, a Guarda registou 140 crimes que envolviam Bullying e Cyberbullying.

Além destas ações, cabe acrescentar que a Guarda Nacional Republicana, possui militares com formação especializada que desempenham um papel essencial no acompanhamento personalizado às vítimas e no encaminhamento das mesmas para outras instituições com competência nesta área.

Jade Garcia

Partilhar nas redes sociais:
Partilhar no X
PUB
Capas Jornal de Abrantes
Jornal de Abrantes - julho 2024
Jornal de Abrantes - julho 2024
PUB