ESPECIAL COVID-19

Jovem abrantina conquista prémio de design

2020-10-15

Filipa Batista, natural de Abrantes, é aluna finalista da licenciatura de Escultura com especialidade em medalhística e como pró-ativa em concursos nacionais e internacionais decidiu participar no Torneio de Inovação Social que lhe surgiu através da cadeira de Medalhística, que têm parceria com o Banco Europeu de Investimento. Ali, foi proposto aos alunos o desenvolvimento de um troféu para ser entregue na cerimónia aos vencedores.

Filipa destacou-se entre os colegas e conseguiu sair vencedora do prémio “Designer de Troféus”.

O gosto do trabalho artístico da jovem abrantina foca-se pela exploração formal de esculturas de pequenas dimensões através da exploração e manipulação de objetos do quotidiano transformando-os e conferindo-lhe outras leituras.

A mesma admite o trabalho ter-lhe dado imenso gozo e luta de elaborar e o facto de ter sido projetado em casa no tempo de pandemia foi a maior dificuldade.

Filipa confessou que foi “um grande orgulho o reconhecimento do meu trabalho e este ser um símbolo de vitórias para outros. Considero-me uma grande lutadora, pois sempre lutei muito pelos meus objetivos e vingar nesta área não é nada fácil, mas cá estarei.”

Filipa aproveitou para deixar o convite a todos para assistirem a Bianal Internacional de Arte Jovem na Biblioteca Municipal de Vila Verde ou em virtual, onde estará exposto o trabalho "Dríades", um trabalho que realizou em parceria com Margarida Abrantes em 2019 numa residência artistíca na Aldeia Ruiva, concelho de Proença-A-Nova.

Pedro Santos

Imagem do troféu com que a Filipa ganhou este concurso internacional

 

 

 

2020-10-15