Antena Livre
Deseja receber notificações?
CIMT
PUB

Mau tempo: Proteção Civil renova aviso para continuação de chuva forte, vento e agitação marítima

20/10/2023 às 21:41

A Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) lançou hoje um novo aviso à população sobre as previsões meteorológicas para o fim de semana, marcado por forte precipitação, vento e agitação marítima, sobretudo no litoral norte e centro.

Numa nota hoje divulgada, a ANEPC, com base nas previsões do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) para os próximos dias, aponta para sábado “precipitação em regime de aguaceiros, localmente intensos nas regiões do litoral norte e centro, até ao final da manhã”.

Estas condições meteorológicas irão sofrer um agravamento no domingo, em especial nas regiões centro e sul, a partir da tarde, com aguaceiros, por vezes fortes e acompanhados de trovoada.

O IPMA prevê igualmente para domingo vento com rajadas até 70-80 quilómetros/hora (Km/h), com condições favoráveis à ocorrência de fenómenos extremos de vento e agitação marítima forte, com ondas acima de sete metros.

A ANEPC avisa para os efeitos destas condições meteorológicas previstas, como a ocorrência de inundações em zonas urbanas, causadas por acumulação de águas pluviais ou por obstrução dos sistemas de escoamento, bem como cheias, potenciadas pelo transbordo do leito de alguns cursos de água, rios e ribeiras.

Avisa também para deslizamentos ou derrocadas que possam ocorrer motivados pela infiltração da água, “fenómeno que pode ser potenciado pela remoção do coberto vegetal na sequência de incêndios rurais, ou por artificialização do solo”, assim como para a contaminação de fontes de água potável por inertes resultantes de incêndios rurais do verão passado.

A população deve também ter em conta igualmente o arrastamento para as vias rodoviárias de objetos soltos ou o desprendimento de estruturas móveis ou deficientemente fixadas, devido a episódios de vento forte, que podem causar acidentes com veículos em circulação ou transeuntes na via pública.

A ANEPC recorda que “o eventual impacto destes efeitos pode ser minimizado, sobretudo através da adoção de comportamentos adequados”, como garantir a desobstrução dos sistemas de escoamento das águas pluviais e retirada de inertes e outros objetos que possam ser arrastados ou criem obstáculos ao livre escoamento das águas e uma adequada fixação de estruturas soltas, nomeadamente, andaimes, placards e outras estruturas suspensas.

Recomenda também especial cuidado na circulação e permanência junto de áreas arborizadas, devido à queda de ramos ou árvores devido ao vento, bem como na circulação junto da orla costeira e zonas ribeirinhas historicamente mais vulneráveis a galgamentos costeiros, evitando a permanência nestes locais.

Não praticar atividades relacionadas com o mar, nomeadamente pesca desportiva, desportos náuticos e passeios à beira-mar, evitar o estacionamento próximo da orla marítima; adotar uma condução defensiva, reduzindo a velocidade e tendo especial cuidado com a possível formação de lençóis de água; não atravessar zonas inundadas, para precaver o arrastamento de pessoas ou viaturas e estar atento às informações da meteorologia e às indicações da Proteção Civil e Forças de Segurança são outras das recomendações.

Lusa

Partilhar nas redes sociais:
Partilhar no X
PUB
Capas Jornal de Abrantes
Jornal de Abrantes - fevereiro 2024
Jornal de Abrantes - fevereiro 2024
PUB