ESPECIAL COVID-19

Sardoal: O concelho em números no 489.º aniversário

2020-09-22

O concelho de Sardoal assinala nesta terça-feira, 22 de setembro, os 489 anos sobre a atribuição do foral de D. João III que criou o concelho. Há dados que apontam o ano de 1313 como sendo o ano em que a Rainha Santa Isabel terá atribuído um foral a esta localidade, mas o foral da elevação da povoação de Sardoal à categoria de vila tem a data de 22 de setembro de 1531, tendo os seus limites territoriais sido definidos por carta régia de 10 de agosto de 1532. Hoje, o concelho de Sardoal tem uma área territorial de cerca de 92,2 km² dividido por quatro freguesias: Sardoal, Alcaravela, Santiago de Montalegre e Valhascos. No dia do concelho de Sardoal a Antena Livre faz um olhar sobre o concelho com dados de 2019 e com uma análise mais profunda dos números entre 2010 e 2018. Trata-se de uma avaliação da PORDATA, da Fundação Francisco Manuel dos Santos, que analisa os concelhos através de 56 indicadores-chave, baseados em mais de 20 fontes oficiais. Comecemos pela população, sendo que Sardoal apresentava no final do ano passado 3 740 habitantes, menos 19 habitantes que em 2018 e menos 220 habitantes do que em 2010. Com este número, Sardoal apresenta uma tendência de diminuição da população, mas com números muito baixos. Com um território com 92,2 km² a densidade populacional deste concelho é de 40,8 habitantes por km².

Nos dados relativos a 2019 o concelho apresenta 11 estrangeiros por cada mil residentes e por cada 100 residentes, há 10 jovens com menos de 15 anos, 64 adultos e 26 idosos com 65 ou mais anos. No ano de 2019 o Sardoal teve 23 nascimentos registados e 58 óbitos, sendo que nos nascimentos são mais que em 2010 (20) e que em 2018 (16). Ainda de acordo com dados de 2019 o concelho tem 265 idosos por cada 100 jovens, mais 104 idosos do que a média nacional. Se olharmos para este índice de envelhecimento em 2010 era de 218 idosos por cada 100 jovens

e em 2018 o valor era de 259. Ainda de acordo com dados de 2018, neste ano realizaram-se no concelho nove casamentos, menos quatro que em 2010. Em 2019 o concelho de Sardoal tinha 128 (menos 1 que em 2018) desempregados inscritos nos centros de emprego (5,3% da população residente entre os 15 a 64 anos), 35% a menos que os inscritos em 2010 (197). Em 2018 apresentava 109 beneficiários do Rendimento Social de Inserção. Ainda em 2018 o números de trabalhadores da administração pública local era de 192. No ensino, no ano passado (2019), o concelho apresentava 454 alunos matriculados nos ensinos pré-escolar, básico e secundário. Um ano antes (2018) havia o registo de dois estabelecimentos de ensino pré-escolar (menos 2 que em 2010), um estabelecimento de ensino do 1.º ciclo (menos 3 que em 2010), e um estabelecimento com o 2.º, 3.º ciclo e secundário. O número de alunos em 2010 era de 648, quase mais 200 do que os que estudavam no concelho no ano passado.

De acordo com a PORDATA, em 2019, por cada 100 residentes com 15 ou mais anos, há 53 pensões atribuídas pela Segurança Social e pela Caixa Geral de Aposentações e 11,8% das pessoas que trabalham em empresas não financeiras estão nas quatro maiores empresas do município, percentagem que está em linha com a da generalidade dos municípios portugueses, de acordo com dados de 2018. O vencimento médio dos trabalhadores por conta de outrem era, em 2018 de 820 euros, 347 euros abaixo do ganho médio a nível nacional.

Ainda de acordo com estes dados, em 2108, o Sardoal tinha um registo de 1 470 pensões da Segurança Social e 307 da Caixa Geral de Aposentações.

O concelho de Sardoal tinha, em 2018, um alojamento turístico, mais 1 do que em 2010, duas farmácias (as mesmas de 2010) e dois bancos, caixas económicas e caixas de crédito agrícola mútuo, menos um que em 2010. E aponta em 2018 a existência de duas caixas multibanco.

O concelho apresentava no final do ano de 2018 um número de 3 022 alojamentos familiares clássicos, mais quase 50 do que em 2010. Quanto aos valores médios de avaliação bancária dos alojamentos são desconhecidos os números de 2018, mas em 2018 cada metro quadrado tinha um valor de 843 euros.

De acordo com dados financeiros de 2018 a Câmara Municipal apresentava um saldo financeiro positivo de 516 mil euros (receitas: 6,3 Milhões €; despesas: 5,7 Milhões €).

Ainda neste ano, 18% das despesas da Câmara Municipal foram destinadas à cultura e desporto, valor inferior ao de 2010 (24% do total das despesas) e 16% das despesas do município foram investidas no setor do ambiente, 8 pontos percentuais acima do valor registado a nível nacional (8%).

No que diz respeito à segurança, os dados apontam para a existência em 2018 de 27,1 crimes por mil habitantes, um número superior a 2010, que era de 24,5 crimes por mil habitantes.

Para finalizar esta análise existia em 2018, no concelho de Sardoal, um total de 386 empresas não financeiras, ou seja, mais 27 do que em 2010.

2020-09-22