ESPECIAL COVID-19

Mação: Começa a baixar o número de infetados no surto de Covid-19 nos lares da Misericórdia (C/ÁUDIO)

2021-01-11

O surto de Covid-19 nos dois lares da Santa Casa da Misericórdia de Mação começa a aliviar a pressão sobre a instituição. De acordo com os testes feitos neste fim-de-semana, neste momento o número de infetados na Estrutura Residencial para Pessoas Idosas (ERPI) baixou de cerca de uma centena para 46.

Esta informação foi confirmada à Antena Livre pelo presidente da Câmara de Mação, Vasco Estrela, depois de uma reunião da Proteção Civil Municipal. Confirma o autarca que são 46 os casos ainda positivos em 33 funcionárias e 13 utentes dos dois lares e há a lamentar três óbitos desde que começou este surto, na véspera de Natal.

O presidente da Câmara Municipal revelou que muitos dos utentes já testaram negativo, em números que deverão ser atualizados ainda esta semana, de acordo com as informações que obteve junto da saúde pública. Por outro lado, o autarca explicou que continuam com todos os procedimentos e cuidados porque há seis utentes da instituição que tiveram sempre testes negativos à Covid-19, pelo que têm de ter a salvaguarda que a pandemia passe ao lado.

Apesar de os números estarem mais baixos o presidente da Câmara de Mação diz que ainda não muitos casos positivos a que se juntam outros da comunidade e que somados às vigilâncias ativas (134 este domingo) são mais de 200 pessoas a braços com infeção ou isolamento. Num concelho com pouco mais de seis mil habitantes.

Vasco Estrela, presidente da Câmara de Mação

Apesar de o surto da Misericórdia estar com números mais baixos ou presidente diz que há outros locais que merecem a atenção. “Na Aflomação temos alguns casos positivos e nos Bombeiros temos cinco operacionais infetados e mais seis em vigilância ativa”, explica o autarca e deixa de novo o apelo para que não se olhe para a pandemia para apurar culpas, mas sim tomar todas as medidas para evitar a propagação do vírus.

Recorde-se que na véspera de Natal foi conhecido o surto na Vila de Mação que colocou cerca de uma centena de funcionárias e utentes em confinamento com a infeção provocada pelo SARS-Cov-2. Na altura, face ao número de empregadas infetadas ou em vigilância, a Segurança Social acionou uma das suas Brigadas de Intervenção Rápida para reforço do pessoal.

Face a estes números, no Estado de Emergência que começou no dia 8 e termina este dia 15, o concelho de Mação passou a integrar os concelhos com risco extremo de contágio ficando, por isso, com medidas mais restritivas. Face aos dados da saúde pública, a 11 de janeiro Mação tinha uma incidência de 1931 novas infeções por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias.

2021-01-11