Antena Livre
Deseja receber notificações?
Município Abrantes
PUB

ACES: Médio Tejo tinha 37 vagas para médico de família. Só 3 foram preenchidas.

31/05/2023 às 18:29

Das 37 vagas disponíveis no Médio Tejo apenas 3 foram ocupadas com médico de família, duas em Torres Novas e uma em Fátima, todas elas por médicos internos. A informação é avançada pela Comissão de Utentes da Saúde do Médio Tejo (CUSMT) que salienta que quando foi anunciada a abertura do concurso manifestou o apoio, mas indicou logo que “os médicos disponíveis poderiam ir para outras regiões mais apelativas.”

Nos 7 concelhos, considerados carenciados não foi colocado nenhum médico, por exemplo, em Abrantes, Mação, Alcanena ou Ourém, o que na ótica da CUSMT “vem dificultar ainda mais as graves situações já existentes se não forem, entretanto, tomadas medidas extraordinárias.”

A CUSMT, no mesmo comunicado, relembra que tem vindo a defender a harmonização das formas de organização e das condições de trabalho, valorizando a prestação de cuidados médicos de proximidade. E dá como exemplos “a atribuição de incentivos, criação de equipas específicas, médicos das Unidades de Saúde Familiar (USF) a prestar cuidados nas extensões de saúde, contratação de médicos estrangeiros ou a contratação de prestadores de horas médicas.”

Desta forma a comissão que representa os utentes no Médio Tejo sugere-se a todas as entidades, Administração Regional de Saúde, Agrupamento de Centros de Saúde do Médio Tejo, autarquias, representantes sindicais e ordens profissionais envolvidas nas questões da saúde, “que tudo façam para tentar resolver a situação no Médio Tejo e em outras regiões com carência de médicos.”

Recorde-se que esta terça-feira, dia 30 de maio, o ministro da Saúde, Manuel Pizarro, considerou um sucesso o concurso para médicos de medicina geral e familiar, tendo sido colocados 278 médicos dos 306 que concorreram.

“Atraímos 91%”, disse, acrescentando que a esses números se juntam mais 36 médicos que estavam fora do Serviço Nacional de Saúde (SNS) e que concorreram.

Manuel Pizarro, que falava na inauguração de uma unidade de saúde mental em Paço de Arcos, Oeiras, concelho onde serão colocados 16 médicos de família, lembrou que o Governo abriu todas as vagas disponíveis no país, 978 vagas, embora sabendo que só haviam 307 novos médicos.

Fica a nota da CUSMT que o Médio Tejo apresenta uma necessidade de entrada imediata de 37 médicos de família e apenas 3 concorreram (dois para Torres Novas e 1 para Fátima).

Nem mesmo os incentivos que existem na região conseguem captar interessados. Recorde-se que o Município de Ourém, por exemplo, atribui 600 euros de incentivo, enquanto o de Mação atribui um incentivo de 2.500 euros mensais. Mesmo assim não tiveram nenhuma vaga ocupada.

Partilhar nas redes sociais:
Partilhar no X
PUB
Capas Jornal de Abrantes
Jornal de Abrantes - junho 2024
Jornal de Abrantes - junho 2024
PUB