Pesquisa Rápida

Gavião investe 1,3 ME em incubadora de empresas não tecnológicas

2019-07-11

Uma incubadora de empresas não tecnológicas vai "nascer" no concelho de Gavião, num investimento de 1,3 milhões de euros, revelou hoje à agência Lusa o presidente do município, José Pio.

A cerimónia de lançamento da primeira pedra para a construção do novo equipamento, cuja obra já foi adjudicada, está marcada para sexta-feira, no logradouro do antigo edifício do seminário de Gavião.

Indicando que a incubadora vai ter capacidade para acolher 15 empresas, o autarca alentejano disse existirem jovens interessados em ingressar “no mundo do empreendedorismo” e desenvolver a sua atividade na região.

“Os jovens não têm dinheiro para iniciar a sua atividade e a incubadora pretende criar condições para que possam ingressar no mundo do empreendedorismo e na sua profissão sem custos iniciais”, afirmou.

Segundo José Pio, o município quer criar condições, com a nova incubadora, para fixar pessoas no concelho.

“Esta incubadora poderá criar, nos três maiores espaços dos 15 que vão ser construídos, 20 a 30 postos de trabalho diretos”, acrescentou.

A incubadora vai ter, no primeiro andar, 12 espaços de dimensão menor, vocacionados para arquitetos e engenheiros, e, no rés-do-chão, contará com três áreas maiores, todas elas com possibilidades de serem subdivididas.

O lançamento da primeira pedra está agendado para as 18:00 de sexta-feira, seguindo-se a inauguração da 26.ª edição da Mostra de Artesanato e Atividades Económicas de Gavião, que decorrerá até domingo.

Os músicos Anselmo Ralph, Blaya e David Carreira são os “cabeças de cartaz” do certame, que, além da música, da gastronomia e do artesanato, tem para oferecer aos visitantes conferências temáticas e um passeio de motorizadas, entre outras atividades.

Lusa

2019-07-11