ESPECIAL COVID-19

Abrantes: Vidas Cruzadas celebra 10 anos a “Proteger o Presente e a Promover o Futuro”

2017-03-29

Maria do Céu Albuquerque, presidente da CMA, Vânia Grácio, presidente da Associação e Tiago Leite, Diretor Distrital da Segurança Social

“10 Anos a Cruzar Vidas – Proteger o Presente, Promover o Futuro” foi o nome da Conferência que assinalou o décimo aniversário da Associação Vidas Cruzadas. A iniciativa teve lugar ao longo do dia de hoje, no Edifício Pirâmide.

A Instituição que trabalha na área da promoção e proteção dos direitos das crianças e jovens convidou alguns especialistas nacionais para partilharem experiências e conhecimentos com os profissionais locais e da região.

Vânia Grácio, presidente da direção da Associação, referiu que o objetivo foi trazer a Abrantes “alguns dos maiores nomes especialistas na área da proteção e direitos da criança para falarem e partilharem um pouco os conhecimentos que têm do seu trabalho e partilhar aquilo que já se vai fazendo de uma forma positiva, mas que é sempre importante sublinhar e enaltecer”.

“Há oito anos que temos em funcionamento no concelho o CAFAP (Centro de Apoio Familiar e Aconselhamento Parental). É uma resposta social que tem acompanhado principalmente a CPCJ e a equipa multidisciplinar de assessoria aos tribunais, mas que também tem trabalhado ao nível da primeira linha, respeitando os princípios da subsidiariedade que estão previstos na lei”, explicou a responsável, tendo feito notar que a Vidas Cruzadas pretende “continuar a trabalhar na área da promoção e proteção dos direitos das crianças e jovens”.

“Nós temos tido bons resultados nesta área, num trabalho reconhecido ao longo dos anos e os nossos profissionais também têm vindo a apostar na profissionalização e na especialização em diferentes áreas, nomeadamente na área do abuso sexual, na mediação familiar e na intervenção no âmbito da parentalidade. Queremos assim continuar a fazer um trabalho mais profissional para ajudar da melhor forma as pessoas e crianças do nosso concelho”, fez notar.

A conferência dividiu-se em dois painéis. Um sobre a “divisão do mundo familiar em situações de divórcio ou separação. Direitos das crianças, responsabilidades dos pais”. E, outro sobre os “olhares sobre a proteção das crianças e mulheres e a promoção dos seus direitos”. 

A sessão de abertura contou com a presença da Presidente da Associação, Vânia Grácio, do Diretor do Centro Distrital de Segurança Social, Tiago Leite e Maria do Céu Albuquerque, presidente do Município de Abrantes.

A encerrar os trabalhos esteve Sónia Frade da CPCJ de Abrantes e Celeste Simão, vereadora com o pelouro da ação social do Município de Abrantes.

Num olhar aos últimos 10 anos, Vânia Grácio disse sentir “um orgulho muito grande”, acrescentando que fica sempre "emocionada" quando relembra o trabalho realizado.

“Quem nos acompanhou desde início e percebeu como é que a Associação começou, as dificuldades que passámos, percebeu que nada foi fácil, mas eu costumo dizer se fosse fácil, não era para nós. Temos contado com o apoio de muitas pessoas, com os nossos associados, profissionais, parceiros e entidades públicas. Portanto é um balanço muito positivo”.

No que diz respeito a projetos futuros, a presidente avançou que a Vidas Cruzadas“ gostava de desenvolver novos projetos em Abrantes dentro da linha daquilo que é a atuação da associação, mais concretamente na área da intervenção com vítimas de violência doméstica”.

A Vidas Cruzadas reúne várias valências: o CAFAP, a Rede Local de Intervenção Social, a Loja Social com serviço fixo e itinerante, os Recursos de Ajudas Técnicas e o Banco de Livros Escolares.

 

2017-03-29