Município Abrantes
PUB

Incêndio de Mação: “Situação de combate muito difícil e adversa” – autarca (reportagem radiofónica)

25/07/2017 às 00:00

A situação continua muito preocupante e o cenário é desolador no incêndio que lavra no concelho de Mação, desde a madrugada da passada segunda-feira. Vasco Estrela, presidente da Câmara Municipal, afirma que várias aldeias estão a ser evacuadas e que apesar de um reforço de meios no local, já arderam pelo menos 6 habitações.

“Neste momento, acabou de ser evacuada a aldeia de Sarnadas, na zona de Cardigos, depois do incêndio ter passado e consumido toda a área até à localidade Freixoeirinhos e Freixoeiro. O fogo ainda não chegou a Sarnadas, mas, por cautela, já evacuámos as pessoas daquela localidade”, disse o autarca à Antena Livre.

“Ao longo da tarde, e à noite, vamos proceder a mais evacuações e vai depender muito da intensidade do vento e da forma e comportamento do fogo, mas prevemos que a situação se possa complicar”, lamentou o presidente.

Apesar do “reforço grande de meios”, Vasco Estrela avançou com a informação de um novo foco de incêndio na localidade de Mantela, muito próxima da vila de Mação.

“O incêndio é uma língua contínua, Cardigos, Carvoeiro e já está na freguesia de Envendos. Já tenho a informação de perigo na localidade de Venda Nova e um reacendimento na Ladeira já na ponta do concelho. Está a arder em vários locais, o que torna a situação de combate muito difícil e adversa”, fez notar o autarca.

Vasco Estrela disse ainda à Antena Livre que não há vítimas a registar no local, apenas danos em habitações, onde 6 já foram consumidas pelas chamas.

Vasco Estrela, presidente da Câmara Municipal de Mação

Por último, o presidente avançou que “por mais meios que tenhamos, quando o fogo atinge determinadas situações, nada há a fazer e temos esta consequência. E isto só vem provar a insustentabilidade desta situação. Vem provar aquilo que disse e que escrevi ao Sr. Presidente da República - que as situações que estamos a viver no concelho de Mação, de evacuar aldeias, de aldeias inteiras poderem arder, são situações reais para as quais o país e os responsáveis políticos têm de se preparar e de assumir em prol da verdade e em prol das populações”.

“Não prevejo que nada de bom aconteça no dia de hoje. O vento começa a ficar forte, os meios começam a ficar cansados, mas vamos ver o que se consegue fazer”, finalizou Vasco Estrela.

Na conferência de imprensa realizada após a reunião do Centro de Coordenação Operacional Nacional, o comandante da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) adiantou que o incêndio de Mação, que começou há quase dois dias, mobiliza 1.041 operacionais, apoiados por 326 viaturas e nove meios aéreos nacionais e dois de Espanha.

Rui Esteves adiantou que os 135 habitantes retirados na segunda-feira das aldeias do concelho de Mação estão no Centro Desportivo de Carvoeiro e só regressam às suas localidades quando estiverem reunidas as condições de segurança.

O mesmo responsável sublinhou que há bombeiros no interior das aldeias e, se for necessário, outros habitantes serão retirados.

Partilhar nas redes sociais:
PUB
Capas Jornal de Abrantes
Jornal de Abrantes - agosto 2022
Jornal de Abrantes - agosto 2022
PUB