ESPECIAL COVID-19

Abrantes: Novamente os javalis, agora “à porta do Hospital”

2019-10-14
Imagem retirada do vídeo de Vera Lopes
Imagem retirada do vídeo de Vera Lopes

Sábado, 12 de outubro de 2019. A Vera Lopes vinha com a família a descer a avenida junto à unidade hospitalar de Abrantes do Centro Hospitalar do Médio Tejo quando viu os javalis em recreações nos relvados dos separadores centrais.

Vinha com a família a descer a avenida quando viu os quatro animais. Quando notaram que seriam javalis cortaram à direita, para o Bairro Municipal, e deram duas voltas aos separadores sem que os animais tenham esboçado qualquer reação à presença do automóvel. Depois lá seguiram a sua “caminhada” noturna.

Já não é a primeira vez que funcionários do hospital, ou habitantes da zona, fazem avistamentos destes animais que, há muito que se sabe andarem por estas encostas entre a zona urbana e o rio Tejo. Mas o que não se tinha visto ainda em imagens, fotos ou vídeos, dos animais na sua vida em busca de alimento ou de zonas húmidas, em que gostam de andar.

A Vera conseguiu fazer um vídeo que partilhou nas redes sociais e que mereceu, de forma natural, muitos comentários e partilhas. Entre o humor, à crítica e ao elogio. Entre o receio e os aplausos. Há de tudo nas redes socais.

Vídeo registado por Vera Lopes, no sábado (12-10-2019) pelas 23:08

Recorde-se que já a 21 de setembro deste ano, Teresa Paulino, moradora na rua General Humberto Delgado havia fotografado uma fêmea com sete crias atrás, em fila. Os animais andaram na plataforma central da rua, no meio do estacionamento junto à Escola Secundária Dr. Manuel Fernandes pouco depois da uma da madrugada.

Agora voltam a ser vistos em plena zona urbana, ao que parece cada vez mais habituados à presença humana. É que nas aldeias, onde se sabe que abundam, assim que sentem presença humana fogem de imediato. Aqui por isso, parecem mostrar-se para a fotografia e depois lá vão à sua vida.

Fotos: Teresa Paulino

Na altura, 21 de setembro último, Luís Damas, da Associação de Agricultores, não se mostrou surpreendido com a presença ou avistamentos, até porque em junho já os javalis eram avistados nas encostas entre o Hospital e a Escola Dr. Manuel Fernandes.

Luís Damas acrescenta ainda que eles procuram comida. Restos de comida das pessoas e, caso a tenham, podem ser presença habitual. E adianta, se os mais novos se habituam a comer perto das casas “perdem a vergonha” e passam a vir regularmente a essas áreas. Pelo que, reafirma, “Não se devem alimentar ou promover a sua alimentação”. E recorda que na Arrábida até vão “tomar banho à praia, no meio de veraneantes”.

Dado que é uma espécie omnívora come de tudo. Pode destruir colheitas, raízes até outras espécies, como os coelhos. Para a agricultura pode destruir as colheitas, de zonas húmidas, como, por exemplo, o milho, pois, é o seu habitat mais natural. Daí que os agricultores encarem esta espécie como um perigo para as suas fontes de rendimento.

Este tema foi já abordado numa Assembleia Municipal de Abrantes, tendo a Câmara sido questionada sobre a presença dos animais em zona urbana. Manuel Jorge Valamatos revelou, na altura, que não se deve sobrevalorizar estes avistamentos e que iria articular com as entidades responsáveis uma solução. A gestão da fauna nestas zonas da cidade pertence ao Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas (INCF).

Ao que a Antena Livre conseguiu saber uma gestão de densidade populacional da espécie através da caça, opção natural nas zonas rurais, estaria fora de hipótese pela proximidade da zona urbana e de escolas.

Por outro lado, a Antena Livre conseguiu, entretanto saber, sem confirmação oficial, que o ICNF já terá feito deslocar técnicos a esta zona para aferir, no terreno, a realidade da situação.

O certo é que os animais saem cada vez mais dos seus territórios e mostram-se igualmente muito à vontade com os humanos. “Perdem a vergonha”, como disse em setembro Luís Damas, da Associação de Agricultores de Abrantes.

 

Notícia relacionada: Javalis à porta da Escola Dr. Manuel Fernandes em Abrantes

 

2019-10-14